quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Moradores de Ceilândia usufruem da Escola Compartilhada

[Agência Brasília] Derrubar metaforicamente os muros e transformar as unidades escolares em locais abertos a toda comunidade. Essa é a proposta do Escola Compartilhada, projeto da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF), que voltou a ser realizado no último sábado (17), no Centro de Ensino Fundamental 18 de Ceilândia. Durante o evento, estudantes, pais e demais moradores da região puderam desfrutar diversos serviços ofertados gratuitamente pela pasta e por instituições parceiras.
Quem foi ao local, teve a oportunidade, entre outras coisas, de assistir a apresentações musicais e palestras, praticar esportes – como futebol e tênis de mesa -, realizar exames de saúde e até cuidar dos cabelos. Entre as instituições que participaram desta edição do projeto, estiveram 12 secretarias de Estado, Administração Regional de Ceilândia, Caesb, SLU, Defensoria Pública, polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Detran e Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF (Sinepe). “Ter várias entidades reunidas, prestando um serviço no espaço escolar é muito importante porque a comunidade toma conta da unidade. Percebe que a escola é dela além das aulas, nos finais de semana também”, avaliou o secretário de Educação, Júlio Gregório Filho.
O coordenador regional de Ceilândia, Marcos Antônio de Souza, comemorou a chegada da Escola Compartilhada à cidade. “É um projeto que busca trazer a comunidade para dentro da escola e isso é fundamental. Tanto a parte pedagógica, quanto a parte de segurança melhoram muito com essa interação. A comunidade tem que sentir a escola como patrimônio dela”, exaltou. Marcos lembrou ainda que, além do CEF 18, também participaram do evento o CEF 33 e a Escola Classe 45. “Aqui é uma aula, principalmente de cidadania”, sintetizou.
Saúde e segurança – Os serviços mais procurados foram os exames oferecidos pela Secretaria de Saúde: papanicolau, testes de hepatite B e C, sífilis e HIV,  além de verificação da pressão arterial e da taxa de glicemia. Estudante do 7º semestre de enfermagem, Rosângela Barbosa era uma das enfermeiras que trabalhavam no local. Na visão dela, o evento é importante para auxiliar a população a diagnosticar e prevenir eventuais doenças. “A maioria das pessoas acaba não procurando a rede pública. Então eu acredito que, aqui, nós estamos dando uma ajuda”, opina. Professora do CEF 18, Márcia Santana aproveitou a oportunidade para ver como andava a saúde. “Estou fazendo todos os exames. Não peguei os resultados ainda, mas acho que vai dar tudo certo, sim”, projetou otimista. “O projeto é bastante interessante. Tem muitos serviços que são necessários para a escola, para os alunos e para as próprias famílias”, completou.
A Polícia Militar também marcou presença na Escola Compartilhada. Militares do 3º Batalhão de Policiamento Escolar (BPEsc) foram ao CEF 18 para apresentar o programa Educar para a Cidadania, cujo objetivo é aumentar a segurança nas unidades escolares. “É uma forma de levar a segurança pública por meio da conscientização, uma vez que, quando a criança, o adolescente ou mesmo o adulto se apropria desse conhecimento, ele pode vir a ser um parceiro e não fazer todos os malefícios que a gente vê quando fala de violência, como bullying, violência escolar e uso de drogas”, pontuou o sargento Alisson Ferreira.
Cultura, esporte e lazer- Do lado de fora da escola, um palco foi montado para apresentações musicais e esportivas. Estudantes do 7º ano, Ana Luiza Pacheco e Késia Oliveira elogiaram o evento, enquanto aproveitavam o show de uma artista local. “Todas as atividades são muito boas. As pessoas também são muito gentis. É um projeto muito interessante, porque as pessoas podem interagir”, definiram. Já Cleverton Arantes, que cursa o 2º ano do Ensino Médio no Centro de Ensino Médio (CEM) 10 de Ceilândia e treina taekwond no CEF 18, estava ansioso para subir ao palco e mostrar o que aprendeu nas aulas. “Estou achando muito legal. Dá uma visibilidade maior para o esporte, que a gente está precisando”, afirmou. Orgulhosa, a mãe, Zilene Alves, esperava para ver a apresentação do filho. “É uma oportunidade ótima. Estou gostando muito. A expectativa é de que ele… Não tenho nem palavras. Só Deus sabe o que eu estou passando aqui. É a primeira vez que vou assistir a uma apresentação dele. Dizem que para tudo tem uma primeira vez. Então, estou vindo com orgulho”, disse, emocionada.
Outros serviços muito procurados foram os de estética. Em uma das salas do CEF 18, voluntários cortavam, escovavam e faziam outros reparos nos cabelos. Um dos cabeleireiros, aliás, é servidor da própria escola. “O evento está excelente. Os alunos participando, todo mundo se esforçando, dando o melhor de si. Nós oferecemos nosso trabalho, nos doamos para a comunidade”, contou Cícero da Silva. Na fila para cuidar do visual, estava Ivonete Alves, acompanhada da filha, Nicolle, que cursa o 9º ano no colégio. “Se fosse só para os alunos não era tão bom. É bom porque é para a família toda”, definiu a mãe.
Histórico
Esta foi a quarta edição da Escola Compartilhada. As outras três foram realizadas de maneira piloto entre abril e julho deste ano, no CED 01 e no CEF 02 da Estrutural. “A avaliação que a gente tem [das primeiras edições] é muito boa. A participação dos alunos e da comunidade sempre foi crescendo. Temos notícia, inclusive, de que, após a realização do projeto na última escola [o CED 01], outros movimentos já aconteceram lá. E é isso o que a gente espera: que façamos o primeiro movimento e a escola comece a tocar os seus projetos”, ponderou o secretário adjunto de Educação, Clovis Lucio da Fonseca Sabino.
Nesta segunda temporada, a Escola Compartilhada será realizada ainda no Centro de Ensino Médio (CEM) 02 de Planaltina – em 1º de outubro -, na Escola Classe (EC) Varjão – em 22 de outubro – e no Centro de Ensino Fundamental (CEF) 411 de Samambaia – em 19 de novembro. No próximo ano, a intenção da Secretaria de Educação é levar o projeto para as 14 regionais de ensino do DF.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...