terça-feira, 4 de outubro de 2016

Rematrícula de alunos do ensino público do DF vai até 18 de outubro

[Agência Brasília] Os 470 mil estudantes da rede pública de ensino do DF devem, a partir desta segunda-feira (3) até 18 de outubro, fazer a rematrícula na secretaria da própria escola em que estão cadastrados.
O procedimento é simples e automático, mas o aluno tem de manifestar interesse em permanecer na unidade. Para este caso, não há necessidade de ligar para o telefone 156.
Já no caso de remanejamento escolar, o procedimento será feito em duas etapas, também presenciais, na secretaria da unidade de ensino onde os alunos estudam.
A primeira etapa, até 18 de outubro, é dedicada aos alunos com deficiência que desejam trocar de escola. A segunda, destinada aos demais estudantes que queiram ser remanejados, vai de 24 de outubro a 4 de novembro.
O secretário de Educação, Júlio Gregório Filho, lembra que o canal 156, conhecido como Telematrícula, é exclusivo para quem não está ainda na rede pública. O uso deste canal por quem não precisa causa transtornos no sistema.
Para evitar problemas, o secretário faz um apelo: “Se você já é aluno da rede ou tem filho matriculado em escola pública, não ligue para o 156, mesmo que deseje mudar de unidade. Quanto mais gente já matriculada usar o canal, mais difícil ficará o atendimento para quem realmente precisa”.

Só matrículas novas devem ser feitas pelo 156

período para matrícula de novos alunos da rede pública na educação infantil e nos ensinos fundamental e médio começou no sábado (1º) e vai até 23 de outubro, somente via Telematrícula – opção 2 do telefone 156.
A solicitação deve ser feita das 7 às 21 horas, de segunda a sexta-feira, ou das 8 às 18 horas, em fins de semana e feriados. É preciso ter em mãos a certidão de nascimento da criança e o CEP da residência ou do local de trabalho do responsável.
Quem procura a educação de jovens e adultos (EJA) poderá entrar em contato pelos mesmos canais de comunicação de 24 a 31 de outubro. É preciso fornecer data de nascimento, nome da mãe e CEP da residência ou do próprio local de trabalho do responsável, caso o aluno seja menor de 18 anos.
De 3 a 18 de outubro, estarão abertas nas coordenações regionais de ensino inscrições e triagem de novos estudantes com deficiência.
A expectativa do governo é receber cerca de 40 mil pedidos de matrículas novas. O resultado será publicado a partir de 21 de dezembro, no site da Secretaria de Educação.
A efetivação da matrícula e o preenchimento de vagas remanescentes dependem da aprovação do calendário escolar para 2017. Geralmente, ambas ocorrem em janeiro.

Congestionamento de linha é normal nos primeiros dias

A recomendação da Secretaria de Educação é que, depois da divulgação dos contemplados, estudantes e responsáveis fiquem atentos, pois a informação também estará no site.
O secretário de Educação, que acompanha o modelo de inscrições desde a introdução, na década de 1990, explica que não há razão para a comunidade se preocupar. “O Telematrícula existe para facilitar.”
Segundo o secretário, é normal o congestionamento de linha nos primeiros dias porque as pessoas ainda entendem que a solicitação ocorre por ordem de chegada, mas não é. “Todos os solicitantes serão contemplados; basta indicar o CEP do local onde mora ou trabalha, e o sistema localiza a escola mais próxima que tenha vaga disponível”, explica.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...