Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 5 de novembro de 2016

Casa do Cantador: 30 anos dedicados à cultura nordestina em Ceilândia

Casa do Cantador completa 30 anos em 9 de novembro. O espaço reúne eventos que estimulam a cultura nordestina, como bailes de forró, encontros de artistas e apresentações de repente — cantoria improvisada em que o artista pode se manifestar sobre qualquer tema.

O local faz parte da tradição de Ceilândia e reúne todo o tipo de público. “Aqui, chama a atenção da população, principalmente, de pessoas idosas”, diz o diretor da Casa do Cantador, Francisco de Assis (conhecido como Neném).
Para celebrar o aniversário, a Casa do Cantador preparou atrações para novembro. Neste sábado (5), ocorrerá o Sabadão do Forró com a apresentação do Trio Asa Branca, do Trio Guaraciaba, do Trio Chicão do Forró e os Brasas do Nordeste, do Trio Keijim do Arcodeom e Forró do CerradoA entrada é franca e os shows estão previstos para começar às 20 horas.
Artistas locais também farão parte da festa. Os repentistas Chico de Assis, João Santana, João Neto e Zé Moacir farão a apresentação especial e a folia ainda contará com o corte de bolo de aniversário. A entrada será gratuita.
Casa faz parte da arquitetura de Oscar Niemeyer
A edificação moderna da Casa do Cantador foi criada pelo arquiteto Oscar Niemeyer — responsável também pelos monumentos modernistas da construção de Brasília. A ideia era homenagear a comunidade nordestina que mora no Distrito Federal.
Desde a inauguração, em 9 de novembro de 1986, o local tem sido palco de manifestações culturais, encontro de forrozeiros e um ambiente que estimula a diversidade cultural presente na capital do País. Um exemplo dos diferentes estilos na casa é o projeto Feira de Arte e Cultura da Ceilândia, que conta com grupos de samba, hip hop e rock, além do forró.
Casa do Cantador promove eventos como o Sabadão do Forró, festivais regionais e nacionais de repente e o projeto Cantoria Escola, que leva as apresentações de repentistas para escolas da rede pública. O objetivo é que os cantadores abordem temas de cunho social, como história, educação no trânsito, cidadania, responsabilidade socioambiental, assédio moral e sexual.
Casa do Cantador
QNN 32, Área Especial, Ceilândia Sul
Visitação de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas, e aos sábados, das 8 às 14 horas
(61) 3378-5067