Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Merendeiras sem salário há 8 dias cruzam os braços nas escolas do DF


Já vai para mais de oito dias que o salário e o tíquete alimentação das merendeiras (os) da Rede Pública de Ensino do Distrito Federal, empregadas (os) de empresas contratadas pelo Governo do Distrito Federal (GDF), deveriam ter sido pagos. O Sindiserviços-DF, sindicato que representa a categoria, informa que mais de 400 merendeiras (os) que atendem nas escolas do Plano Piloto, Sobradinho, Ceilândia, Taguatinga, Gama, Santa Maria, Paranoá, São Sebastião, entre outras localidades, estão em greve nesta quarta-feira (16).
Assim como nos meses anteriores, seus direitos trabalhistas estão sendo desrespeitados sem que os donos das empresas Planalto, Servegel, Juiz de Fora, Real JG, entre outras, e os representantes do GDF se acertem quanto aos repasses de recursos contratuais e parem de penalizar os trabalhadores.
Cheios de dívidas devido aos constantes atrasos do pagamento dos serviços, os trabalhadores terceirizados garantem que só retornarão aos postos de trabalho mediante o recebimento dos seus vencimentos e benefícios atrasados.
Fonte: Sindiserviços-DF