Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

SLU e Agefis realizam ação de educação ambiental no Sol Nascente, em Ceilândia




O Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e a Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) realizam nesta segunda-feira (5), às 8h, ação de educação ambiental no Sol Nascente. O ponto de partida será o posto da Polícia Militar, no Trecho 3. O objetivo da iniciativa é orientar a comunidade local para o descarte correto dos resíduos e estimular a utilização dos nove “Papa Lixos” (contêineres semienterrados com capacidade de 5m³ cada) instalados no Sol Nascente. Será realizada ação de orientação porta a porta com entrega de material informativo sobre este novo equipamento nas residências e comércio.

O “Papa lixo” possibilita o armazenamento dos resíduos de forma segura e limpa, minimizando os riscos de proliferação de vetores na região, além de otimizar a logística de coleta através da diminuição do número de viagens e do tempo médio de coleta. No Sol Nascente sua importância é ainda maior, já que existem muitas ruas estreitas, onde o caminhão de coleta não consegue entrar. Esse sistema apresenta vantagens como:

- Lixo fica armazenado de forma segura. Não há risco de ser arrastado pela chuva ou rasgado por animais;

- Redução do mau cheiro do lixo e da proliferação de vetores e outros bichos, como ratos e baratas;

- O lixo pode ser recolhido separadamente. Dessa forma, a destinação correta para reciclagem é facilitada e tem seus custos diminuídos;

- Os equipamentos utilizados no sistema de contêineres semienterrados são mais silenciosos e, por isso, a coleta poderá ser efetuada também em horários noturnos, sem incômodo para a população e sem retenção do trânsito.

MULTAS
Além de causar danos irreparáveis ao meio ambiente, jogar lixo em local irregular gera multas ao infrator. A Agefis aplica a penalidade em caso de flagrante do descarte irregular ou quando é possível identificar o infrator. Por isso, a ajuda da população é essencial. A multa para este tipo de infração varia entre R$ 74 e R$ 185 mil, dependendo do local, da quantidade e do tipo de resíduo descartado.

O cidadão que flagrar um despejo irregular de lixo, deve fotografar ou filmar, anotando sempre algum número de placa ou telefone da empresa para que a Agefis possa identificar o infrator. As denúncias devem ser efetuadas pelo telefone 162 ou pelo site da Ouvidoria-Geral (www.ouvidoria.df.gov.br) . O sigilo do denunciante é garantido.

*Informações ascom SLU