Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Promessa descumprida: UPA de Ceilândia está sem água




A maior Unidade de Pronto Atendimento do Distrito Federal, a UPA da Ceilândia, está sem água desde a última segunda-feira (16), por conta do racionamento programado pelo GDF. Segundo pacientes e funcionários, o atendimento foi interrompido, sem previsão de volta à normalidade, por causa da falta de água. “Não tem nem como lavar as mãos. Não tem água para beber”, relataram ao SindMédico-DF.

Sem previsão de quando o abastecimento de água será normalizado, o atendimento continua prejudicado ainda nesta terça-feira (17).

E a UPA de Ceilândia não é a única unidade de saúde afetada por conta do racionamento. Centros e postos de saúde da região também estão sem fornecimento de água.

Promessa descumprida

Quando anunciou o racionamento de água nas 15 regiões abastecidas do sistema Descoberto, o GDF assegurou que hospitais, delegacias e escolas seriam abastecidos por caminhões-pipa.

“Apesar de ainda não termos denúncias de falta de água em hospitais, é absurdo que falte água em uma UPA ou posto de Saúde. Como um profissional de saúde pode atender nessas condições? Sem água para lavar as mãos, sem água para beber”, questiona o presidente em exercício do SindMédico-DF, o vice-presidente, Carlos Fernando.

Como não há previsão para o fim das restrições de água, é provável que outras unidades de saúde enfrentem o mesmo problema.

*Informações SindMédico