Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Rodoviários marcham em protesto pelo centro da Ceilândia



Rodoviários que prestam serviço para a Cootarde iniciaram a manhã desta quinta-feira (19) em passeata pelo centro da Ceilândia. Os 620 trabalhadores protestam por não receberem o salário de dezembro, 13º salário, tíquetes alimentação, férias vencidas e cestas básicas dos mecânicos e despachantes.

Com a manifestação, os rodoviários e o Sittrater/DF, sindicato da categoria, pretendem chamar a atenção da população e autoridades quanto ao desrespeito com os profissionais, já que, além das pendências salariais e descumprimento dos benefícios, a Cootarde também não tem depositado o FGTS nem o INSS dos funcionários e mantém uma frota composta por ônibus quebrados, sucateados e com as vistorias vencidas.

Mas, as irregularidades e os malefícios da Cootarde não ficam por aí. No final de dezembro, durante outra paralisação pelos mesmos motivos, a empresa demitiu injustamente 28 funcionários, entre motoristas e cobradores. Para Jorge Farias, presidente do Sittrater/DF, a dispensa de pessoal foi uma grande afronta aos direitos trabalhistas e precisa ser revertida. “Além do pagamento integral dos salários e benefícios, o movimento exige a reintegração dos demitidos”, enfatiza. Obrigados a trabalhar sem receber

Após quatro dias de paralisação, uma liminar da Justiça determinou que 70% dos trabalhadores voltassem às suas atividades no dia 11 de janeiro. Em atendimento à ordem judicial, a categoria voltou ao trabalho, mas sem nenhuma garantia da solução de tantos problemas.
Fonte: CUT Brasília com informações do Sittrater/DF