Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Sem água, moradores de Ceilândia pagam por ar que sai dos canos


[Metrópoles] Desde segunda-feira (16/1), várias regiões administrativas do Distrito Federal passam pelo racionamento. Para piorar a situação, moradores das cidades atingidas reclamam que, mesmo sem água, os hidrômetros que medem o consumo continuam a funcionar. Só que das torneiras sai apenas ar.

O estudante Eduardo Alencar (foto de destaque), 33 anos, é um dos consumidores que reclamam do problema. O morador do Gama teve a água cortada nesta quarta-feira (18), mas o relógio de medição continuou a girar. “Ao abrir as torneiras para ver se já tinham interrompido o abastecimento, percebi que o medidor seguiu funcionando”, disse.

Moradora de Ceilândia, Claudia Maria Rodrigues notou o mesmo problema. Ela fez questão de registrar o caso para provar a cobrança. A postagem com o vídeo (confira abaixo) em uma rede social ganhou repercussão e já foi visto mais de 174 mil vezes.
Segundo Claudia, a solução encontrada foi fechar o registro da residência para que o contador da água parasse de girar. Ela afirma que ficará de olho na conta: “O esperado, com o racionamento, é que a tarifa diminua. Se isso não ocorrer, vou tomar providências”.
*Informações João Gabriel Amador, do Portal Metrópoles