Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 1 de março de 2017

Chuvas arrancam asfalto recém-construído no Sol Nascente, em Ceilândia



[Por G1-DF] As chuvas dos últimos dias arrancaram o asfalto recém-construído nas vias do Sol Nascente, em Ceilândia. O governo do DF prometeu resolver o problema com uma nova rede pluvial. Porém, a conclusão das obras deve acontecer somente daqui cinco meses.

Na tarde desta terça-feira (1°), o GDF informou que ainda está fazendo o projeto de drenagem e que, concluída esta etapa, ainda pode levar três meses para começar a reforma.

"Em 90 dias iremos fazer as obras de drenagem, que serão definitivas. Não podemos fazer agora por conta da chuva. Então, a nossa ideia é que essas obras fiquem prontas em cinco meses", informou o subsecretário de Infraestrutura, Marcelo Galimberti.

Quem passa pelo local pode ver pelas placas informando que as obras de pavimentação e de drenagem pluvial no local deveriam ficar prontas em maio. Porém, o asfalto novo já está todo destruído.

"A gente tem que recuperar essas vias, não tem como ter um outro trabalho. Tem que ser esse trabalho paleativo até que seja concluída as obras definitivas na parte de baixo aqui", disse o administrador de Ceilândia, Vilson José de Oliveira.

Em um dos trechos da chácara 141, a "solução paliativa" virou uma mistura de asfalto novo e velho, ambos com rachaduras e blocos de asfalto soltos. "É sempre assim, toda chuva arranca o asfalto porque eles não colocam rede pluvial aqui", disse o comerciante Marcelo Fernandes à TV Globo.

De acordo com moradores, a camada de asfalto foi colocada há menos de um mês. Pistas que deveriam ser de mão dupla se tornaram mão única, já que uma das faixas está intransitável.

"A gente já perdeu a conta de quantos carros passaram aqui arrastando a parte de baixo. Tem até marca aqui. Prejuízo duplo para os moradores", diz o motorista Dário Henrique Rodrigues.