Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 18 de março de 2017

Pavimentação da rua paralela à avenida principal do Sol Nascente é concluída


O governo de Brasília concluiu nesta semana no Sol Nascente, em Ceilândia, as obras de pavimentação da via conhecida como rua paralela — por ser paralela à avenida principal da região, que liga a Feira do Produtor ao final do Trecho 1.

Foram investidos R$ 160 mil no sistema de drenagem pluvial, esgotamento sanitário e pavimentação asfáltica, de acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos. Agora, estão sendo colocados meios-fios, e vias de trânsito local receberam bloquetes.

Na manhã deste sábado (18), antes da entrega de 373 escrituras a moradores do Sol Nascente, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, vistoriou o local.

Segundo a secretaria, as intervenções na rua paralela são necessárias para que ela receba também o trânsito da avenida principal quando esta entrar em obras.

Os trabalhos fazem parte das obras previstas para o Trecho 1 do Sol Nascente, onde foram executados 55% das obras de drenagem e 40% das de pavimentação, e assentados 52% dos meios-fios. Além disso, quatro bacias de drenagem são construídas.

Os investimentos nesse trecho somam R$ 51,7 milhões — recursos de financiamento da Caixa Econômica Federal, com contrapartida do governo de Brasília.

De acordo com a pasta de Infraestrutura e Serviços Públicos, as obras de infraestrutura tiveram início em fevereiro de 2015 e incluem a execução de 25,2 quilômetros de redes de drenagem, a construção de cinco lagoas de retenção e a pavimentação de 304,9 mil metros quadrados — o que corresponde a 44 quilômetros de via de 7 metros de largura.

Andamento das obras nos outros dois trechos

No Trecho 2, foram executados 42% dos serviços de drenagem, e a construção das lagoas de retenção já teve início.

As obras incluem 30,3 quilômetros de redes de drenagem, três lagoas de retenção e pavimentação de 493,5 mil metros quadrados de vias (equivalente a 70 quilômetros de via de 7 metros de largura).

De acordo com o Governo de Brasília, serão investidos R$ 83,69 milhões, vindos da Caixa Econômica Federal, com contrapartida do governo de Brasília.

As obras do Trecho 3 ainda não iniciaram, pois a Secretaria de Infraestrutura aguarda a emissão de licença de instalação.

O valor contratado para essa etapa é de R$ 66 milhões, e está prevista a construção de três bacias de drenagem, de 21,3 quilômetros de redes de drenagem com três lagoas de retenção, e de 450,5 mil metros quadrados de pavimentação.

*Com informações da Agência Brasília