Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 2 de abril de 2017

Habilitados da CODHAB precisam atualizar seus cadastros


Começa, nesta segunda-feira (3), o prazo para os 142 mil habilitados da lista de candidatos à moradia da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (CODHAB) atualizarem seus cadastros. É a primeira vez, desde 2014, que o governo de Brasília promove a atualização.

Em cruzamento de dados com a Secretaria de Fazenda, cartórios e um sistema de óbitos, a CODHAB detectou que pelo menos 11 mil pessoas apresentam inconsistências nas informações prestadas. “Essas pessoas terão a oportunidade de corrigir isso, apresentando a documentação requerida. Mas quem não fizer a atualização cadastral até o dia 3 de julho será excluído da lista”, alerta o diretor Imobiliário da Companhia, Jorge Gutierrez.

Para facilitar o procedimento, a CODHAB reformulou seu aplicativo para smartphones. A ideia é, segundo Gutierrez, dar mais comodidade e rapidez aos atendimentos. “A pessoa não precisa mais ir ao posto, não precisa nem sair de casa. Com o celular na mão, ela pode fazer todas as atualizações e garantir que seu nome continue na lista. Se não conseguir usar o aplicativo, há, ainda, a opção de fazer tudo pelo site”, explicou, referindo-se à página da CODHAB na Internet (www.codhab.df.gov.br), em que o usuário também pode atualizar seu cadastro.

Aplicativo

A principal novidade do aplicativo é a possibilidade de fazer a atualização cadastral completa. Enquanto na versão atual o candidato habilitado só podia atualizar dados básicos, como telefone e endereço, na nova versão podem ser atualizadas informações sobre número de dependentes, renda familiar, inclusão de deficiência do candidato, atualização de dados pessoais e de contato, entre outros. Aqueles que não tiverem dados para atualizar devem confirmar as informações.

O processo de atualização por meio da ferramenta é simples. Ao acessar o aplicativo, o candidato deve clicar no ícone “usuário” e fazer o login, colocando CPF e senha. Aberta a página inicial, é necessário clicar em “Atualização Cadastral” – ali estão disponíveis os quatro campos que devem ser atualizados. As informações alteradas devem ser comprovadas com documentos, que também podem ser enviados por meio do aplicativo. Basta carregar o arquivo ou mesmo anexar uma foto tirada do próprio celular.

Além disso, a ferramenta traz opções em que o candidato pode interagir com a CODHAB, fazendo perguntas, elogios ou reclamações, como é o caso do campo “minhas conversas”. Há também um ícone “notificações” que apresenta ao candidato informações sobre o processo de atualização cadastral, atendimento realizado e novas postagens feitas no portal da CODHAB.

Por último, o aplicativo permite que sejam feitos requerimentos para que o cidadão não tenha que sair de casa para protocolar o documento. Essa opção também terá um campo para que sejam enviados arquivos de imagem.

Atendimento presencial

Aqueles que não conseguirem atualizar seus dados nem pelo aplicativo nem pelo site podem procurar, a partir do dia 3 de maio, um dos dez postos de Assistência Técnica da CODHAB: Sol Nascente Trecho 1, Sol Nascente Trecho 2, Sol Nascente Trecho 3 e Pôr do Sol, na Ceilândia; Vila Cauhy, no Núcleo Bandeirante; Santa Luzia, na Estrutural; Vila São José, em Brazlândia; Porto Rico, em Santa Maria; Residencial Vitória, em São Sebastião; e Engenho Velho, na Fercal.

Nesses locais, servidores estarão disponíveis, das 10h às 16h, de segunda a sexta-feira, para esclarecer dúvidas e ajudar os habilitados a realizar a atualização. “É importante frisar que esse atendimento nos postos só começa em maio e precisa ser agendado pelo telefone 156, opção 5. O interessado também pode fazer o agendamento no próprio posto. Mas o ideal mesmo é atualizar pelo aplicativo”, explicou Gutierrez.

O posto de atendimento da 112 sul, destinado a pessoas com deficiência e idosos, permanece em funcionamento para aqueles que preferirem ir até o local fazer a atualização. O posto do Na Hora, na Rodoviária do Plano Piloto, também estará disponível. Já os postos de Taguatinga e da Ceilândia serão desativados.