Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 30 de maio de 2017

Avenida Comercial do Sol Nascente em Ceilândia recebe obras de drenagem pluvial



O Governo de Brasília prometeu que até o fim do ano, moradores do Sol Nascente, em Ceilândia, não precisarão se preocupar com as constantes inundações na Avenida Comercial, no Trecho 1. Começaram nesta terça-feira (30) as obras de drenagem da água pluvial na área, que contará com uma rede de 1,6 quilômetro. A via também será pavimentada (11,2 mil metros quadrados de asfalto) e receberá meios-fios.

Durante o período de obras, haverá interdição de trânsito para veículos pesados e restrição para automóveis menores. A via paralela à Avenida Comercial funcionará em sentido único, na direção posto da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab).]

As obras de infraestrutura no Sol nascente estão divididas em três trechos. As obras totalizam investimento de R$ 220 milhões e beneficiarão aproximadamente 100 mil habitantes. A maior parte dos recursos (95%) são de financiamento com a Caixa Econômica Federal, e os 5% restantes, do governo de Brasília.

No Trecho 1, as obras incluem a execução de 25,2 quilômetros de redes de drenagem, com cinco lagoas de retenção e 304,9 mil metros quadrados de pavimentação, que correspondem a 44 quilômetros de via com 7 metros de largura.

Já foram executados 64% das obras de drenagem, 48% das de pavimentação e 52% do assentamento de meios-fios. O investimento é de R$ 58,8 milhões.

Já no Trecho 2, as obras englobam 30,3 quilômetros de redes de drenagem, com três lagoas de retenção, e 493,5 mil metros quadrados de pavimentação — correspondentes a 70 quilômetros de via com 7 metros de largura. A drenagem está em andamento e já foi 47% executada. O investimento neste trecho é de R$ 95,5 milhões.

No Trecho 3, o valor é de R$ 66 milhões. Nele serão executados 21,3 quilômetros de redes de drenagem, com três lagoas de retenção e 450,5 mil metros quadrados de pavimentação.

Os trabalhos, porém, ainda não foram iniciados, pois a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos aguarda a licença de instalação do Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

*Com informações da Agência Brasília