Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Espetáculo ‘Vaga Voz do Oco’ faz curta temporada em Ceilândia



A Cia. de Teatro Cidade Livre realiza curta temporada do espetáculo Vaga Voz do Oco sábado, 20, no Teatro do CED06, em Ceilândia. Em cena quatro atores se preocupam em desvendar um pouco do que passa os andarilhos que cruzam rodovias; países inteiros, o que os motiva e quais são as relações que eles estabelecem com a estrada.

Com entrada gratuita e idade indicativa para maiores de 12 anos, a primeira apresentação será às 9h. Outras duas sessões acontecerão às 16h 30min e às 19h 30 min e terão como público alvo os alunos, professores e demais membros da comunidade escolar.

Com direção do teatrólogo goiano Mauri de Castro, no palco, quatro atores se incumbem de nos revelar parte da história e o que permeia a vida desses que caminham pelas estradas sem destino, como nômades que renunciam a fixações geográficas, psicológicas e sociais. 
O ator e produtor da Cia. Jefferson Lobato, afirma que o espetáculo “busca refletir sobre essa figura tão intrigante quanto instigante que é o andarilho de estrada”. Segundo ele o andarilho “é um ser que não deixa lembrança em lugar nenhum. Não leva consigo nenhuma saudade e não carrega nada que o possa lhe prender ao passado”. 
A curta temporada conta com a parceria do Centro Educacional 06 de Ceilândia, que disponibilizou o Teatro do CED 06 para as apresentações. Esse espaço tem realizado muitas ações artísticas nos últimos anos destacando o Festival de Música, realização de diversos espetáculos de Teatrais, oferecido oficinas de iniciação Teatral e este ano receberá vários espetáculos artísticos com apoio institucional do FAC-DF.
SOBRE AS PERSONAGENS
Davi (Jefferson Lobato) é o andarilho, que, fundamentado em seu conhecimento e sua leitura do mundo, em seu modo de pensar, vai, aos poucos, deslindando com muita coerência e destreza, a vida deste personagem que é, sem dúvida, um patrimônio vivo e móvel da cultura antropológica e folclórica do nosso país.
Num dado momento, enquanto para na beira da estrada, Davi relembra seus encontros com vários outros andarilhos, como Gonzales (Roger Thomas), um boliviano, descendente Inca, que conta com total proteção e imunidade absoluta dada por seus pais: o Sol e a Lua. E num ritual Inca ele invoca as forças e energias de seus ancestrais.
Outro Andarilho que sai das lembranças de Davi e se personifica é Barba (Takaiuna Correia). Este se apresenta sempre fazendo suas evoluções corporais fundamentadas na antropologia teatral. Esse personagem é uma homenagem à Eugênio Barba, criador da Cia de teatro Odin, conhecida no mundo inteiro. Barba é outra vertente de andarilhos, porém não deixa de sê-lo, embora suas estradas não tenham acostamentos ou buracos em curvas perigosas. O texto deste andarilho, vez por outra, conta histórias vividas pelo próprio Eugênio Barba.
Justino (Euripedes de Oliveira) é o personagem que faz contraponto e ameniza o drama de todos os outros, embora sua tragédia seja ainda maior. Seu personagem fica no limite entre o patético e o humor-negro. É o mais desprovido de educação formal e religiosa. É o que mais acentua o alto grau de delírio, constante na classe dos andarilhos. Esquizofrênico, discute sempre com um suposto e invisível inquisidor. Na sua ânsia de pregar a mensagem do “Senhor do Mundo” faz citações bíblicas equivocadas e descabidas, arrancando gargalhadas da plateia.
CIA. DE TEATRO CIDADE LIVRE
Com 13 anos de trabalhos ininterruptos, a Cia. de Teatro Cidade Livre tem em seu histórico mais de dez espetáculo montados e circulados por todo o país. Ela foi fundada sob a orientação do ator e diretor Mauri de Castro, ícone do teatro goiano, que, desde a sua criação, é responsável pela parte artística.
Com sede no município da Região Metropolitana de Goiânia, Aparecida de Goiânia, a Cia. construiu o primeiro teatro da cidade. Suas montagens são calcadas em um tripé o pedagógico, as temáticas sociais e o humor.
Como é possível analisar no histórico de Cia., todos os espetáculos montados por ela são voltados para interesses sociais contemporâneos que não se limitam a discutir apenas a realidade local, mas sim, assuntos pertinentes que contribuem de forma crítica e reflexiva ao espectador participante.
SERVIÇO

Grupo: Cia. de Teatro Cidade Livre
Espetáculo: Vaga Voz do Oco
Local: Teatro CED 06 Ceilândia
Dia: Sábado, 20. 
Sessões: 9h | 16h 30min e 19h 30min
Censura 12 anos
Entrada Franca