Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 1 de julho de 2017

Presos traficantes que aplicavam a Lei do Silêncio e toque de recolher no Sol Nascente, em Ceilândia



A Operação Aruna, deflagrada pela Polícia Civil do Distrito Federal na madrugada desta sexta-feira (30), prendeu os principais traficantes de drogas da região do Sol Nascente, em Ceilândia. Foram cumpridas 9 prisões e 16 mandatos de busca e apreensão. A polícia apreendeu drogas, dinheiro, armas, celulares, carros de luxo e até mesmo pássaros silvestres. A investigação durou 1 ano.

De acordo com o delegado da 23ª Delegacia de Polícia, Victor Dan, os traficantes presos agiam de forma associada e abasteciam, além do Sol Nascente, regiões de todo o DF.

O delegado afirma que os criminosos aterrorizavam os moradores. “A população do Sol Nascente agora vai ter paz. Esses traficantes eram extremamente influentes na área. Eles aplicavam a Lei do Silêncio e toque de recolher para os moradores. Quem falasse algo pra polícia, ou ficasse na rua após as 22h, estava sujeito à violência deles”, explica Victor.



Entre os presos, Laércio Albuquerque Lima, Manoel José Silveira e Alfredo Quaresma dos Santos são apontados como os “cabeças” do grupo. Manoel inclusive, foi filmado entregando drogas para um adolescente de 14 anos vender para ele. Esses criminosos tinham o costume de entregar a droga para traficantes menores, que distribuíam para os usuários.

Entre os itens apreendidos estão: R$ 10 mil reais em dinheiro, um revólver calibre 32, 3 Kg de Maconha, 1 Kg de Crack, facas, balanças de precisão, máquinas de cartão, vários celulares, relógios entre outras coisas. Carros de luxo também foram apreendidos na operação. Um desses veículos, uma Range Rover Evoque, chega custar mais R$ 120 mil.

O que mais chamou a atenção dos policiais, no entanto, foi a quantidade de pássaros silvestres presos em gaiolas encontrados na casa de um dos traficantes. Ao que parece, o criminoso era um apreciador das aves e usava o dinheiro do tráfico para adquiri-las.



Todos os presos foram encaminhados para a 30ª Delegacia de Polícia, onde foram autuados pelo crime de tráfico de drogas. Até a publicação desta nota, alguns dos membros do grupo ainda não tinham sido presos.

*Informações do Jornal de Brasília