Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Ação Urbana Comunitária completa sua 50ª edição com evento em Ceilândia



Transformar lugares sem vida em áreas de convivência e lazer, como parques e praças, para a comunidade. Esse é o objetivo do projeto Ações Urbanas Comunitárias, da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (CODHAB), que, com a participação dos moradores locais, revitaliza áreas que antes eram utilizadas basicamente como depósito de lixo e entulho. O projeto já teve 49 edições e, neste sábado (5), completa a 50ª, que será realizada no Por do Sol, na Ceilândia.
Em formato de mutirão, as ações somam a participação de profissionais e estudantes de arquitetura e urbanismo, tanto da Companhia quanto voluntários, e dos moradores das comunidades. O intuito é transformar coletivamente, de forma rápida e com baixo custo, o espaço público, conectando governo e sociedade. Desenvolvido pela equipe de Assistência Técnica da CODHAB, o “Ações” faz parte do Projeto na Medida, um dos eixos do Programa Habita Brasília. Até agora cerca de 3.700 pessoas já foram beneficiadas, direta e indiretamente.
No evento deste sábado, a avenida principal do Pôr do Sol, que recebeu uma Ação Urbana Comunitária na semana passada, continuará a ser revitalizada, com a pintura de fachadas e de painel artístico. O evento contará com a participação voluntária de estudantes de arquitetura e urbanismo de universidades latino-americanas e terá um café da manhã comunitário.

Sobre o projeto

O projeto é subdividido em três eixos: “Se Essa Rua Fosse Minha”, “Botando Verde” e “Reciclo Urbano”. O objetivo do primeiro é proporcionar uma nova relação da rua com os moradores, qualificando o ambiente público por meio da pintura de muros, fachadas e paradas de ônibus, além da criação de painel artístico.

O segundo planeja e executa, também em regime de mutirão, hortas e jardins, além de fazer a arborização dos espaços.  De forma sustentável, o “Reciclo Urbano” transforma pneus, manilhas, canos e caixas em bancos, brinquedos, jardineiras e lixeiras, transformando as áreas públicas com criatividade e baixo custo.

A seleção das áreas onde acontecem as ações segue critérios específicos. Interesse e articulação da comunidade para melhorar o lugar, inexistência de infraestrutura ou manutenção, possibilidade de arborização e paisagismo, vazios urbanos públicos, conexão com praças ou espaços de relevância e grande fluxo na comunidade são alguns deles.

O quê? 50a. Ação Urbana Comunitária
Quando? Sábado (5), às 9h
Onde? Pôr do Sol - na Rua do Meio, entre as quadras 501 e 502