Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

PMDF promete reforçar patrulhamento na região do Setor P Sul, em Ceilândia



A Polícia Militar vai reforçar as ações de patrulhamento e proteção na região do Setor P Sul, em Ceilândia. A ação será realizada como forma de reduzir os crimes praticados contra pedestres, veículos, residências, estabelecimentos, escolas e até igrejas do setor.
A promessa foi feita pelo Comandante-Geral da Polícia Militar do DF, coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira, ao deputado Chico Vigilante na tarde desta segunda-feira.
O deputado foi recebido em audiência pelo comandante no Palácio Tiradentes, sede da corporação, e estava acompanhado do presidente da Associação Comercial de Ceilândia, Messias Francisco Vasconcelos, e de empresários e lideranças do setor.
O comandante-geral informou que vai planejar, em conjunto com o comandante do 8º Batalhão, localizado no setor, ações de inteligência com a cavalaria e o batalhão de choque, que venham coibir a ação dos marginais e devolver a segurança aos moradores do Setor P Sul. “Não pode faltar a boa vontade de fazer”, afirmou o Coronel Nunes.
Para um dos empresários que acompanhou audiência, é necessária uma maior sensação de segurança no setor. “A situação de insegurança do P Sul é recorrente. Temos visto que o local era para estar bem guarnecido”, disse.
A sensação de insegurança no Setor P Sul está tamanha que os moradores, cansados de esperar pelas autoridades, resolveram usar as redes sociais como forma de alerta sobre casos de perigo.
Na semana passada, casos de assalto a pedestres, furtos em veículos, arrastão nas paradas de ônibus e vandalismo foram alguns dos casos denunciados pelo grupo “Bairro P. Sul Ceilândia”, publicado no Facebook.
As denúncias chegaram às mãos de Chico Vigilante que, rapidamente, agendou a audiência com o comandante-geral da PMDF.
Balanço
Coronel Nunes mostrou o balanço da segurança no Distrito Federal. Até julho deste ano, a Polícia Militar capturou 1.551 armas de fogo em suas operações. Somente em Ceilândia, foram apreendidas 188 armas, representando o maior número dentre todas as cidades do DF.

Falta de efetivo
O Comandante-Geral da corporação informou que atualmente, a PMDF tem um efetivo com 7.200 homens e mulheres a menos do que seria necessário. Para isso, a corporação tem que trabalhar com mais eficácia. “A polícia tem que ser mais eficiente, usando tecnologias e inteligência”, disse.

Também acompanharam a audiência o vice-presidente da ACIC, Clemilton Saraiva; o secretário da ACIC, Denilson Amaral de Castro; do presidente da Associação União e Luta dos Moradores do P Sul, Odonel Barbosa da Silva; do administrador do grupo virtual “Bairro P Sul”, Renato Silva Araújo; e dos empresários Tony Alves e Benício Frota, do SuperCei.
“Com essas ações, eu espero que se reduza a violência no nosso setor”, completou Chico Vigilante.
*Informações do perfil pessoal do deputado Chico Vigilante