Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Terceirizados da limpeza no Hospital Regional de Ceilândia estão em greve por salários



Com o pagamento dos salários atrasados mais uma vez neste ano, houve atraso em janeiro, fevereiro, maio e julho, os trabalhadores terceirizados na limpeza e conservação no Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) e nos Hospitais Regionais de Ceilândia, Taguatinga, Samambaia e no Hospital e Posto de Saúde de São Sebastião, empregados Empresa Ipanema, entraram em greve na tarde dessa segunda-feira 13. Os salários deveriam ter sidos pagos no ultimo dia 7 – 5º dia útil do mês.

Também com os salários atrasados estão os empregados da Empresa Dinâmica nos serviços de limpeza e conservação nos Hospitais Regionais de Planaltina, Paranoá, Sobradinho, Asa Norte, Fundação Hemocentro de Brasília e a Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs), os trabalhadores decidiram aderir ao movimento paredista a partir das primeiras horas desta terça-feira 14.

Ate o momento, nem as empresas ou a Secretaria de Estado da Saúde (SES-DF) – responsável pelos contratos, apresentaram uma solução imediata para o pagamento dos trabalhadores.  

As informações são da direção do Sindiserviços/DF, sindicato que representa os trabalhadores terceirizados no DF, destacando que a categoria decidiu que só retornará para os seus postos de trabalho quando receberem os seus salários.

Os sindicalistas fazem questão de frisar que estão sendo respeitadas a limpeza e a higienização das áreas prioritárias e de emergência nas unidades hospitalares.

Os sindicalistas relembram a triste situação financeira em que ficaram muitos trabalhadores com os atrasos passados, tendo que assumir uma pesada carga de juros com as contas atrasadas, sem que houvesse reposição das perdas por parte das empresas.

Eles também denunciam que naquela época muitos profissionais foram constrangidos e ameaçados de demissão, devido ao movimento grevista reivindicatório.