Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

CEF 32, no Pôr do Sol, ganhará quadra coberta



Cerca de 800 alunos do Centro de Ensino Fundamental 32, na Entrequadra 500/700, no Pôr do Sol, em Ceilândia, serão beneficiadas com a construção da cobertura da quadra de esportes da instituição. 

A ordem de serviço para colocação de teto, arquibancadas e criação da quadra de jogos foi assinada, nesta sexta-feira (15), pelo governador Rodrigo Rollemberg. A obra custará R$ 287.890,63, com recursos provenientes de emenda parlamentar distrital. 

Os recursos foram repassados diretamente à Administração Regional de Ceilândia e não à Secretaria de Educação. A medida teve por objetivo dar maior celeridade ao processo administrativo público. 

Além de atender os estudantes da instituição, a quadra coberta funcionará como ponto de encontro dos moradores, como defendeu o governador. “Ao transformarmos o espaço de uma escola, estamos transformando vidas e criando um novo futuro para a comunidade”, afirmou Rollemberg. 

Isso porque a população do Pôr do Sol não tem, nas proximidades, espaço para fazer reuniões e eventos, conforme lembrou a diretora da instituição, Adsara Lopes de Oliveira. “Essa é uma cobrança de muito tempo. A escola é a única presença do Estado na comunidade”, destacou. 

As melhorias começam imediatamente e devem ser concluídas em até 120 dias. A construtora MVB é a responsável pela obra.

A ordem de serviço foi assinada pelo administrador regional de Ceilândia, Vilson de Oliveira. O governador Rollemberg e a deputada distrital Luzia de Paula (PSB) assinaram o documento como testemunhas. 

Durante a solenidade, o grupo Arte Luanda, que atua na escola por meio de projeto voluntário, fez a apresentação de uma roda de capoeira com os alunos. 

Mais segurança para os comerciantes da Feira do Produtor

Após a cerimônia no CEF 32, Rollemberg seguiu para a Feira do Produtor, também em Ceilândia. Lá, feirantes expuseram ao governador e ao chefe do policiamento da área a preocupação com a segurança, em razão do maior movimento do centro comercial no fim do ano.


Assim, para evitar o aumento da criminalidade, o governador determinou a intensificação da presença da polícia no local até janeiro.