Bolsas de estudo: governo japonês oferta vagas para brasileiros

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
 Bolsas de estudo, bolsas de estudo Japão, Estudos, Graduação
 
Uma oportunidade fora do Brasil. Os estudantes interessados em ter uma experiência acadêmica e cultural no exterior podem se inscrever nas bolsas de estudo do Japão. Moradores do Distrito Federal, Goiás e Tocantins podem se inscrever na Embaixada do Japão. Candidatos de outros estados devem entrar em contato com o consulado japonês da sua região.
A oportunidade é oferecida pelo governo japonês por meio do Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia (MEXT). Os estudantes selecionados vão receber auxílio financeiro para pagamento de passagem aérea, isenção de taxas escolares e ajuda de custo mensal. 
Vale lembrar que as bolsas de estudo contemplam os cursos de graduação, profissionalizantes, técnicos e pós-graduação. Além disso, há bolsas de Treinamento de Professores e Cultura e Língua Japonesa. Para conquistar o benefício, é necessário saber o que fazer para conseguir bolsa de estudo no exterior

As inscrições estarão abertas do dia 2 a 29 de maio. Para essa modalidade é exigido o ensino superior completo e idade máxima de 34 anos em abril de 2020. Podem concorrer às bolsas de graduação do Japão candidatos com ensino médio completo e com até 24 anos de idade em abril de 2020. As inscrições acontecerão de 3 a 28 de junho. Os candidatos terão os conhecimentos de língua japonesa avaliados, além de passarem por uma entrevista. 
 
Bolsas de estudo no Brasil também são alternativa 
Interessados em cursar uma graduação ou pós-graduação com bolsas de estudo sem sair do país podem contar com o apoio do Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional. É necessário fazer a inscrição no site do portal parceiro www.educamaisbrasil.com.br/diariodeceilandia . Os descontos chegam até 70% nas modalidades de graduação e pós. O programa contempla também desconto de 50% para a Educação Básica. 
Fonte: Agência Educa Mais Brasil 
LEIA TAMBÉM -   Jovem é morto a tiros na região do Sol Nascente, em Ceilândia

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: