Falta de médicos a plantão prejudica pacientes de Ceilândia e Asa Norte


Médicos dos Hospitais Regionais da Asa Norte e de Ceilândia, além dos profissionais da UPA de Ceilândia faltaram ao plantão no final de semana. Pacientes precisaram esperar horas na fila e alguns tiveram que voltar para casa sem atendimento.

Segundo informações, alguns plantonistas apresentaram atestados para justificar a falta. Outros alegaram que não estariam recebendo horas extras, por isso não foram trabalhar.


 A Secretaria de Saúde informou que as horas extras estão sendo pagas em dia e que a veracidade dos atestados será investigada. “São médicos jovens, já apuramos, e, assim, nunca se investiu tanto em saúde quanto no governo Agnelo Queiroz. O hospital está totalmente reformado, equipamentos novos, tem medicamento, tem material médico-hospitalar. Não justifica. Nós vamos abrir, sim, sindicância e apurar os fatos. Não é possível mais um médico ficar dando atestado médico para outro médico”, disse secretária de Saúde, Marília Cunha.

Na manhã desta segunda-feira (17) o atendimento de emergência nas unidades de saúde está normalizado, mas a secretaria admite a falta de pediatras em toda a rede pública.

Gabriela Oliveira - Brasil Notícias
Falta de médicos a plantão prejudica pacientes de Ceilândia e Asa Norte Falta de médicos a plantão prejudica pacientes de Ceilândia e Asa Norte Reviewed by Diário de Ceilândia on segunda-feira, novembro 17, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - diariodeceilandia@gmail.com