Júri de Ceilândia absolve réu acusado de atirar diversas vezes contra posto policial da região


O Tribunal do Júri de Ceilândia julgou nesta terça-feira, 9/12, Wilkson Luan Mendes Caixeta, acusado de atirar diversas vezes contra o Posto Policial nº 110, localizado na QNP 16, Setor P-Sul de Ceilândia. Após oito horas de julgamento, o Conselho de Sentença, em decisão soberana, decidiu absolver o réu das acusações a ele imputadas pelo MPDFT.   

Encerrada a sessão, o juiz-presidente do Júri determinou a soltura de Wilkson, que estava preso por conta dos fatos.
Relembre o caso
O réu foi pronunciado por tentativa de homicídio duplamente qualificada (art. 121, § 2º, inc. I e IV c/c art. 14, ambos do Código Penal) contra os policiais militares Antônio Florentino Moura da Silva e Natal Martins Ramalho. Segundo a denúncia do órgão ministerial, na madrugada do dia 14/2/2014 ele passou de carro em frente ao Posto Policial nº 110 e desferiu diversos tiros, assumindo o risco de matar os dois policiais que se encontravam no local.     
TJDFT
Júri de Ceilândia absolve réu acusado de atirar diversas vezes contra posto policial da região Júri de Ceilândia absolve réu acusado de atirar diversas vezes contra posto policial da região Reviewed by Diário de Ceilândia on terça-feira, dezembro 09, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018. Tecnologia do Blogger.