Promotoria pede afastamento da direção do Abrigo dos Excepcionais de Ceilândia


A Promotoria de Justiça de Fundações e Entidades de Interesse Social (PJFeis) conseguiu liminar na 2ª Vara Cível da Ceilândia, nesta quinta-feira, dia 18, para afastar a direção do Abrigo dos Excepcionais de Ceilândia (AEC). A Promotoria verificou a necessidade de intervenção após o recebimento de denúncias de funcionários sobre óbitos de abrigados, maus tratos e problemas na gestão da entidade.

A Promotoria de Fundações ajuizou ação de destituição de dirigentes contra a direção do Abrigo com o objetivo de afastar os integrantes de seus respectivos cargos e de nomear um interventor indicado pelo MPDFT para exercer a administração provisória, com poderes para gerir temporariamente a entidade.

A ação foi ajuizada tendo em vista a má gestão dos dirigentes da instituição. Eles pertencem à mesma família e se revezam na administração de três entidades que estão sendo investigadas por irregularidades: a Associação Casa da Criança Ana Maria Ribeiro (Criamar), o Abrigo dos Excepcionais de Ceilândia (AEC) e a Associação Maria dos Anjos.

Além da PJ de Tutela de Fundações e Entidades de Interesse Social, as Promotorias de Justiça de Defesa da Infância e Juventude, da Pessoa com Deficiência, de Família e de Órfãos e Sucessões de Ceilândia realizaram reuniões para acompanhamento da situação do Abrigo dos Excepcionais de Ceilândia.

MPDFT / Imagem reprodução 
Promotoria pede afastamento da direção do Abrigo dos Excepcionais de Ceilândia Promotoria pede afastamento da direção do Abrigo dos Excepcionais de Ceilândia Reviewed by Diário de Ceilândia on sexta-feira, dezembro 19, 2014 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018. Tecnologia do Blogger.