Dupla é condenada a 38 anos de prisão por assassinatos em Ceilândia


O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) obteve a condenação, no último dia 17, dos réus Mariano Alves de Oliveira e Renan Fagundes Santos por participação no assassinato de Anderson Gonçalves Torres, Everton Junior de Lima e David Rafael Rocha da Silva, ocorrido em março de 2008. A dupla foi condenada a 38 anos e 8 meses de prisão pelos crimes de homicídio duplamente qualificado e tentativa de homicídio qualificado.

No dia 4 de março de 2008, por volta das 2h da madrugada, Mariano e Renan, ambos armados, se aproximaram das vítimas e obrigaram-nos a deitar no chão. Em seguida, perguntaram aos jovens se eles tinham drogas. Os três negaram e disseram que só possuíam dinheiro. Inconformados com a resposta, os réus atiraram. Duas das vítimas morreram e uma ficou tetraplégica.
Os réus eram integrantes do Comando Bala Voa (CBV). Renan já havia sido condenado a 18 anos de reclusão por crime de homicídio cometido em uma disputa de gangues. A Promotoria recorreu solicitando o aumento da pena.
Dupla é condenada a 38 anos de prisão por assassinatos em Ceilândia Dupla é condenada a 38 anos de prisão por assassinatos em Ceilândia Reviewed by Diário de Ceilândia on sexta-feira, junho 19, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - diariodeceilandia@gmail.com