Marcha para Jesus teve reflexo negativo em vendas, diz comerciantes de Taguatinga


A Marcha para Jesus, realizada neste sábado em Taguatnga, provocou reclamações de comerciantes da região. De acorcom a Polícia Militar, o evento reuniu cerca de 5 mil pessoas. A avenida Comercial, uma das principais de Taguatinga, foi fechada entre a QNA 1 e CNB 1 e a QNA 54 e QNB para a realização da marcha.

Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista disse que o evento causou "enormes prejuízos às lojas". Para o sindicato, a marcha poderia ter sido realizada no Taguaparque ou no domingo, quando as loja estão fechadas.


O presidente da entidade disse que a autorização para o evento ocorrer no sábado foi uma "decisão infeliz", já que o sábado é o dia de "melhor movimento no comércio, que recolhe impostos e gera milhares de empregos”.

Os integrantes da marcha caminharam três quilômetros até o Taguaparque. O evento conou com sete trios elétricos. Durante a marcha, o Detran fez o controle de acesso dos moradores e veículos credenciados nas vias CNB e QNA. O órgão destacou 30 agentes de trânsito, 20 viaturas, um guincho e uma empilhadeira para dar apoio ao evento.

Portal G1
Marcha para Jesus teve reflexo negativo em vendas, diz comerciantes de Taguatinga Marcha para Jesus teve reflexo negativo em vendas, diz comerciantes de Taguatinga Reviewed by Diário de Ceilândia on sábado, julho 04, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia - O Portal de Notícias de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados