GDF ajuíza ação pelo fim da greve dos policiais civis


A Procuradoria-Geral do Distrito Federal ajuizou ação nesta quarta-feira (2), no Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios, pedindo uma medida liminar para decretar a ilegalidade da greve dos policiais civis, que teve início na terça-feira (1°), além de aplicação de multa diária ao sindicato da categoria enquanto durar a paralisação.

O governo ingressou com a ação para manter o serviço público essencial de segurança, preservando o interesse da população. Caso a decisão do tribunal seja favorável à solicitação da procuradoria, os policiais deverão retornar ao trabalho imediatamente.

Durante a paralisação, estão sendo registradas apenas ocorrências em flagrante e de crimes graves — homicídio, latrocínio (roubo seguido de morte), estupro e sequestro-relâmpago. Outros casos, como acidentes de trânsito sem vítima, furtos diversos e perdas de documentos, cartões ou cheques, podem ser encaminhados para a Delegacia Eletrônica.

Para registro de crimes graves, os cidadãos devem se dirigir a qualquer delegacia. Já para flagrantes é preciso escolher entre oito centrais desse tipo de ato: Ceilândia (23ª DP), Gama (20ª DP), Paranoá (6ª DP), Plano Piloto (1ª e 5ª DPs), Recanto das Emas (27ª DP), Sobradinho (13ª DP) e Taguatinga (21ª DP).

Agência Brasília
GDF ajuíza ação pelo fim da greve dos policiais civis GDF ajuíza ação pelo fim da greve dos policiais civis Reviewed by Diário de Ceilândia on quinta-feira, setembro 03, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - diariodeceilandia@gmail.com