Em Ceilândia, os hidrômetros de casa giram mesmo com registro fechado



Portal G1 - Um morador da QNN 8 em Ceilândia Sul, registrou imagens do hidrômetro de sua casa que, mesmo com o registro fechado e sem vazamentos, não para de rodar. O problema foi verificado também em outras residências da quadra. Ele afirma que a conta, que antes não passava de R$ 200, subiu pra R$ 511 no último mês.

Em nota, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) declarou que moradores que estão com problemas no hidrômetro precisam ligar para o telefone 115 e pedir revisão da conta e verificação do equipamento para saber se não está ocorrendo vazamento.


O assessor parlamentar César Larry contou que a Caesb instalou o equipamento há dois meses e desde então nunca parou de girar. O usuário disse que conseguiu que trocassem o hidrômetro, mas os problemas persistiram.

A camareira Lindalva Ferreira falou que na casa dela ocorre o mesmo problema. Ela disse que desde que o equipamento foi trocado, a conta saltou de R$ 100 para R$ 700, que corresponde a 90% de seu salário.

O problema foi verificado também na casa da auxiliar administrativa Thaísa Maria. No caso dela, a conta dobrou no mês passado, foi pra R$ 290. Ela disse que a casa fica praticamente vazia.
Em Ceilândia, os hidrômetros de casa giram mesmo com registro fechado Em Ceilândia, os hidrômetros de casa giram mesmo com registro fechado Reviewed by Diário de Ceilândia on terça-feira, outubro 13, 2015 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia - O Portal de Notícias de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados