Governo seleciona artesãos para participar gratuitamente de eventos

Há um ano, Elisângela Carvalho, de 40 anos, improvisa na sala de casa um ateliê. Quando vai participar de feiras, o lugar decorado com estilo por ela e o marido se transforma no cômodo onde a artesã passa praticamente todo o dia. As caixas feitas com capricho tomam conta da mesa que desenhou para acomodar ela e os cinco homens da casa — são quatro filhos — durante o jantar. Em quase 72 horas, pelo menos dez produtos ficam prontos. O preço varia de R$ 10 a R$ 200, e o material é exposto em eventos com intermediação da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer (pasta criada em 1º de março de 2016 após fusão da Secretaria-Adjunta do Esporte e Lazer, da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, com a Secretaria-Adjunta de Turismo, da Secretaria de Economia, Desenvolvimento Sustentável e Turismo).

Ela pretende participar da próxima edição, que será em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, na terça-feira (8), na Estação Central do metrô. As inscrições para o evento ocorrem até 6 de março, e o resultado da seleção para a Rota do Artesanato especial será publicado no dia 7, a partir das 14 horas, no site www.turismo.df.gov.br. "É uma oportunidade que muita gente não tem, pois geralmente é caro participar dessas feiras."
O evento só selecionará mulheres e ocorrerá por meio de parceria das Secretarias do Esporte, Turismo e Lazer e do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos com a Companhia do Metropolitano (Metrô-DF).
É preciso preencher um formulário on-line e enviar fotos de produtos para o e-mail artesanato@setur.df.gov.br. Serão selecionadas 30 artesãs. Os trabalhos serão julgados por uma comissão formada por três técnicos da secretaria. Eles avaliarão quesitos como capacidade de produção, embalagem e tempo de profissão. Cada uma terá de levar uma mesa de 80 centímetros por 1,3 metro e toalha preta para o dia da mostra.
Rota do Artesanato
Desde 2015, a Unidade de Gestão do Artesanato, ligada ao Turismo, selecionou artesãos para mais de 20 eventos por meio do programa Rota do Artesanato — em parceria com empresas privadas, sem custo para o governo. Para se inscrever, o interessado deve ter a carteira do artesão atualizada e produzir peças que remetem a Brasília, além de atender a outros requisitos que variam de acordo com a mostra.

Criado em 2010, o projeto — que teve a primeira edição de 2016 em fevereiro — visa a fomentar a inserção cultural, econômica e social do artesanato e da produção associada ao turismo. Outro objetivo é criar mais oportunidades para os artesãos, fortalecer o setor e proporcionar maior geração de renda.
Elisângela trabalha com artesanato há 10 anos e conta que tem conseguido, com a ajuda do governo local, participar quase mensalmente de feiras. Ela começou com o trabalho para ajudar o marido na renda da família enquanto fica em casa com os filhos. "Hoje não me imagino fazendo outra coisa."
Carteira do artesão
Para fazer a carteira do artesão, o artista deve comparecer à Unidade de Gestão do Artesanato, na sede da Secretaria-Adjunta de Turismo, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O horário para atendimento é agendado pelo telefone 3214-2810, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. É preciso levar uma foto 3x4, além da carteira de identidade, do cadastro de pessoa física e de um comprovante de residência do Distrito Federal (são exigidas a original e cópia de todos os documentos). O interessado tem de apresentar um produto pronto e um iniciado, que deverá ser finalizado na presença do funcionário da unidade.

Brasília tem 8.640 artesãos cadastrados, dos quais 82% são mulheres. Dessas, 38% tem como a principal fonte de renda o artesanato.
*Informações Agência Brasília
Governo seleciona artesãos para participar gratuitamente de eventos Governo seleciona artesãos para participar gratuitamente de eventos Reviewed by Diário de Ceilândia on sexta-feira, março 04, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - diariodeceilandia@gmail.com