Alunos de Ceilândia cobram reforma de escola interditada há três meses

Alunos do Centro de Ensino Médio 10 Ceilândia fizeram uma passeata nesta sexta-feira (17) pedindo a reforma da escola interditada desde março. Com cartazes “pela defesa da educação”, os estudantes fecharam o trânsito e caminharam até a regional de ensino. A Secretaria de Educação informou que não tem previsão para terminar o projeto de reforma.

Inaugurada em 1994, a escola apresenta rachaduras e partes enferrujadas na estrutura. Desde que foi fechado, o prédio não passou por nenhum trabalho. Devido ao risco que a edificação apresenta, os mais de 800 estudantes têm de ser levados de ônibus para o Centro de Ensino Fundamental 29, no Setor de Indústrias de Ceilândia.
A Polícia Militar acompanhou o protesto dos estudantes, que começou na QNP 30, no P Sul, onde fica a escola. Cerca de 400 alunos participaram do ato, informou a corporação.

*Imagens PMDF
Alunos de Ceilândia cobram reforma de escola interditada há três meses Alunos de Ceilândia cobram reforma de escola interditada há três meses Reviewed by Diário de Ceilândia on sexta-feira, junho 17, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia - O Portal de Notícias de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados