Conselho Regional de Medicina emite interdição da UPA de Ceilândia


O Conselho Regional de Medicina do DF (CRM-DF) emitiu um indicativo de interdição ética na unidade de saúde, devido à falta de profissionais.

O indicativo de interdição é fruto de uma vistoria realizada pela entidade na UPA, que aponta situações irregulares no local. Na prática, o documento estabelece um prazo de 30 dias para que os problemas sejam sanados. Caso não sejam tomadas providências, o conselho orienta os médicos a paralisarem as atividades.

De acordo com o CRM-DF, apenas no último ano, 19 médicos deixaram de atender na UPA de Ceilândia, por motivos como aposentadoria, demissão ou transferência. Por conta disso, o quadro atual de clínicos na unidade é de apenas 17 profissionais. Segundo a entidade, a situação dificulta o atendimento e torna impossível a organização de plantões.
Conselho Regional de Medicina emite interdição da UPA de Ceilândia Conselho Regional de Medicina emite interdição da UPA de Ceilândia Reviewed by Diário de Ceilândia on segunda-feira, maio 15, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Os comentários estão liberados, no entanto àqueles que afetarem diretamente a honra e a imagem de quaisquer pessoa, física ou jurídica, àqueles que atentarem contra o decoro, a honra e o pundonor serão MODERADOS.

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2010-2018. Tecnologia do Blogger.