Dona Gracinha da Sanfona grava seu primeiro DVD em Ceilândia



“A sanfona é a minha vida”. É assim que Dona Gracinha da Sanfona, 74 anos, define sua relação com o instrumento que a inseriu na música ainda na infância. “Meu tio era músico e me incentivou a tocar gaita de boca. Mas, depois de ver que a gaita me machucava, ele disse que  me daria uma sanfoninha de botão. A primeira música que aprendi a tocar foi Juazeiro, de Luiz Gonzaga”, lembra. A partir daí, Dona Gracinha e a sanfona se tornaram inseparáveis.
Natural de Floriano, no Piauí, a instrumentista deixou o Nordeste, em janeiro de 1970, para viver com a família em Brasília. Foi na capital que estreou em um palco ao lado, claro, da sanfona. E também será na cidade que a artista gravará o primeiro DVD da carreira, o Dona Gracinha da Sanfona — Vida e obra. “Estou ansiosa, quero que chegue logo o dia”, conta a acordeonista, que segue ensaiando para a aguardada data.
O DVD será gravado em show na quinta-feira (1º/6), a partir das 20h, no Teatro Sesc Newton Rossi, em Ceilândia, acompanhada dos músicos Flávio Leão (zabumba), Tiago Vieira (triângulo) e Gabriel Lourenço (voz e guitarra). Na oportunidade, Dona Gracinha apresentará 12 músicas, em grande parte, de autoria própria. Além disso, a Orquestra Popular Marafreboi e o maestro Fabiano Medeiros (responsável pela direção musical do DVD), um dos artistas convidados, mostrarão, ao lado de Dona Gracinha, uma composição inédita feita em homenagem à sanfoneira.

Dona Gracinha receberá mais participações especiais. Todos amigos de longa da data da instrumentista: o Mestre Zé do Pife, o sanfoneiro Sivuquinha e a Banda Baião de 2, formada por aprendizes e professores da Apae-DF (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). “Fico muito emocionada (pelo primeiro DVD). As pessoas podem esperar muito forró, muita música minha”, garante a artista.

Depoimentos

O material tem previsão de lançamento ainda neste ano. Além das imagens do show, o DVD terá depoimentos da artista e também de pessoas ligadas à história dela. O objetivo do álbum é contar a trajetória da acordeonista, que é uma das poucas mulheres no Distrito Federal a manter a tradição da sanfona e uma das poucas instrumentistas no Brasil a tocar a sanfona conhecida como pé de bode. O DVD é um projeto patrocinado pelo Fundo de Apoio à Cultura (FAC).

Para Flávio Leão, um dos músicos do show, o DVD será uma forma de difundir o trabalho da sanfoneira. “É importante que as pessoas conheçam a história dela, que é ainda maior do que a própria música. Dona Gracinha é o exemplo do Brasil que deu certo lutando”, acrescenta. Ela perdeu parte da visão ainda na infância, o que lhe impediu de estudar, e, anos mais tarde, após sofrer um acidente de carro, perdeu uma das pernas. Mas nada disso a desanimou. Pelo contrário, a aproximou da música, que Dona Gracinha da Sanfona segue espalhando pela cidade afora em shows (como o de amanhã), ou no banquinho em sua quadra na Asa Norte.


Primeiro CD
A estreia de Dona Gracinha da Sanfona em CD foi em 2008. O álbum, que leva o nome da artista, reúne 11 faixas, entre elas, Chorinho, Tango, Serafim e Baião do Venceslau. O registro foi considerado histórico por ser um dos poucos álbuns solo de uma sanfoneira mulher. O material está disponível para download no site oficial de Dona Gracinha da Sanfona. Acesse em https://www. gracinhadasanfona.com/musicas. 
Participação em reality
Em 2013, Dona Gracinha participou do reality show Got talent Brasil. A história da instrumentista encantou os três jurados Sidney Magal, Daniella Cicarelli e Milton Cunha. A apresentação de Asa Branca carimbou o “sim” do júri para Dona Gracinha da Sanfona.
*Informações do Correio Braziliense
Dona Gracinha da Sanfona grava seu primeiro DVD em Ceilândia Dona Gracinha da Sanfona grava seu primeiro DVD em Ceilândia Reviewed by Diário de Ceilândia on quarta-feira, maio 31, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Publicidade

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - diariodeceilandia@gmail.com