Funcionários do Hospital Regional de Ceilândia fazem vaquinha para comprar toner



[Metrópoles] Funcionários do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) estão comprando toners (tinta) para reabastecer as impressoras da unidade. Segundo denúncia do Sindicato dos Servidores da Saúde (SindSaúde), quem não contribuir com a vaquinha não pode usar o equipamento. Os servidores afirmam que além do HRC, outras unidades da rede pública de saúde estão sem o suprimento.
A Secretaria de Saúde admitiu ao Metrópoles a existência do problema em alguns setores das unidades de saúde e informou que está em andamento uma licitação para normalizar o fornecimento do produto. Ressaltou, porém, que a pasta não exige que os servidores comprem o produto.
Sem o toner, não é possível imprimir receitas de medicamentos, atestados, prontuários, fichas de acompanhamento, pedidos e resultados de exames. A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, ressaltou que o material impresso é como um guia para os profissionais: “Não tem como aplicar uma injeção se não tivermos uma orientação”.
De acordo com Marli, a situação ocorre há muito tempo. “Só que antes fazíamos isso uma vez ou outra. Agora, acontece toda hora”, afirmou.
Funcionários do Hospital Regional de Ceilândia fazem vaquinha para comprar toner Funcionários do Hospital Regional de Ceilândia fazem vaquinha para comprar toner Reviewed by Diário de Ceilândia on segunda-feira, maio 22, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - diariodeceilandia@gmail.com