Moradores de Ceilândia reclamam de falta de médicos em UPA



Não tem médicos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceilândia”. Foi assim que a estudante Fabiana Ramalho, de 31 anos, denunciou a ausência de clínicos gerais na unidade em questão na noite desta terça-feira (27). Ela compareceu ao local para levar sua mãe, pois pensava que ela tinha enfartado.
No local, o atendimento não ocorreu como ela imaginava. “Fui até o balcão e me informaram que não tinha médico”. Ao perguntar para pacientes que lá estavam, a informação foi confirmada. Segundo eles, a situação se estende a mais de uma semana, à noite não há médicos no local.
“Recomendaram que os pacientes fossem à UPA de Samambaia. Foi o que eu fiz, mas e quem não pode?” Segundo Fabiana, “quem não tem dinheiro ou condições de se locomover, morrerá lá”.
Mais reclamações
O caso de Fabiana não foi a única denúncia de falta de médicos na UPA de Ceilândia.
O padeiro Cristiano Donizete de Macedo, de 31 anos, morador do Sol Nascente, foi na UPA na terça-feira (19), por volta das 20 horas e voltou para casa sem receber atendimento. “Estou com virose e suspeita de dengue e queria fazer um exame para checar o que era, mas me informaram que não tinha médico”.
George Aparecido de Oliveira, chegou a UPA para levar o seu pai, que tem idade avançada e sofre do coração, mas teve que voltar para trás, pois não havia médico. “As outras Unidade de atendimento são mais longe, e teria de usar o transporte público. Não tenho condições”, afirmou George.
Para Cristiano, já citado nesta reportagem, a sensação que fica é de “indignação”. “A gente contribui com impostos e a Cidade tem recursos. Não conseguir manter a saúde pública funcionando é complicado. No meu caso foi uma virose, mas e se fosse alguma situação mais grave?”
Moradores de Ceilândia reclamam de falta de médicos em UPA Moradores de Ceilândia reclamam de falta de médicos em UPA Reviewed by Diário de Ceilândia on quarta-feira, setembro 27, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2010-2018. Tecnologia do Blogger.