Cresce a ocupação do MTST em Ceilândia


A ocupação de uma área no Sol Nascente, em Ceilândia, não para de crescer. A invasão começou no sábado (21/4) com 800 pessoas e já contava, nesta segunda (23), com 1.200, segundo os organizadores. A intenção do grupo, liderado pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), é permanecer no local até que o GDF assegure a eles o direito à moradia. As informações são do Portal Metrópoles. 
“Se o governo garantir uma solução concreta para essas famílias, também iremos agir de forma colaborativa. Caso contrário, a resistência permanece”, afirma Thiago Ávila, 31 anos, um dos organizadores da ocupação.
Pela manhã, houve uma reunião do Palácio do Buriti. A Secretaria de Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos (Sedestmidh) “comprometeu-se a, tão logo a greve dos assistentes sociais ser encerrada, fazer um mutirão de cadastramento das famílias e classificá-las, dentro da lei, segundo a situação de vulnerabilidade para que sejam atendidos em suas demandas de acordo com a política pública da pasta”.
O governo informou ainda que a Subsecretaria de Movimentos Sociais e Participação Popular, da Casa Civil, está monitorando a ocupação para que o patrimônio público do local não seja depredado.

Cresce a ocupação do MTST em Ceilândia Cresce a ocupação do MTST em Ceilândia Reviewed by Diário de Ceilândia on segunda-feira, abril 23, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - diariodeceilandia@gmail.com