Hospital Regional de Ceilândia tem primeiros diagnósticos do projeto de melhoria nas emergências


O secretário de Saúde, Humberto Fonseca, recebeu, na tarde desta terça-feira (26), equipe do Hospital Sírio-Libanês responsável pela implementação do Projeto Lean nas Emergências, do Ministério da Saúde, para conversar sobre o primeiro diagnóstico feito no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), uma das unidades escolhidas para o trabalho.

Além do HRC, o Instituto Hospital de Base (IHB) também faz parte do projeto, que tem por objetivo a promoção de melhoria do atendimento de urgência e emergência no Sistema Público de Saúde. Em todo o país, 10 hospitais públicos recebem o Lean.

Desde quando foi iniciado o projeto, as duas unidades de saúde pública do DF receberam quatro visitas. Uma para verificar se estavam dentro dos padrões exigidos para fazer parte do trabalho, outro para diagnóstico e mais duas para intervenção. O HRC recebeu a quarta visita na manhã desta terça-feira (26). Já o IHB será visitado na quarta (27) e quinta-feira (28).

Diagnóstico– Dentro das primeiras visões da equipe do Sírio-Libanês, conseguiu-se perceber que a maior demanda do pronto-socorro do HRC é para ortopedia.

O volume é grande e acaba invadindo as outras áreas. Também percebemos que o tempo de internação de pacientes da clínica médica do pronto-socorro é longo, precisamos fazer isso girar, observou o médico do Sírio-Libanês, Rasível dos Reis.

Segundo o coordenador médico do projeto, Welfani Cordeiro Júnior, na região ainda é preciso definir o papel do HRC, já que por perto ainda existem uma unidade de pronto atendimento e o Hospital Regional de Brazlândia.

Com o projeto Lean, que define metas e prazos a cada nova visita às unidades, feita de 15 dias em 15 dias, a intenção é que o pronto-socorro seja apenas um local de passagem do paciente.

Queremos melhorar o processo de entrada, a passagem e a saída, sem desperdício de recurso material e profissional, e com o mínimo de esforço ao paciente, completa Welfani.

Para a diretora do HRC, Andrea Nogueira, participar do projeto tem sido uma ótima oportunidade para qualificar o processo de trabalho.

Estamos recebendo apoio metodológico. Nesta etapa, estamos aplicando uma metodologia no PS, que tratam basicamente de otimizar a ocupação de espaço e utilização de material, conta.

Ela conta que nas duas visitas já realizadas, foram pactuadas 18 metas, das quais 10 já foram implementadas pelo HRC.

As outras oito estão em andamento. Dentre as já cumpridas está a transferência do estoque de insumos e medicamentos de espaços de cuidado para a farmácia satélite do pronto-socorro, diz Andrea Nogueira.

Os hospitais serão acompanhados de perto por seis meses. “Serão oito intervenções a cada 15 dias, em ambas as unidades. Depois, vamos mensurar se todo ganho com as intervenções permaneceu. Se tiver regredido, será enviado um coach para verificar o que está acontecendo”, explica o especialista em processo, Everton de Macedo da Cunha.

Projeto – Chamado de Lean nas Emergências, o projeto faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS), que visa promover melhorias no atendimento hospitalar de urgências e emergências da população brasileira que utiliza o sistema público de saúde.

O projeto, do Ministério da Saúde e implementado pelo Hospital Sírio-Libanês, mostrou-se eficaz em reduzir a superlotação e melhorar o atendimento nas emergências de hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O Lean trabalha para melhorar processos com base no tempo, assegurando fluxos contínuos e eliminando desperdícios e atividades de baixo valor agregado.

O projeto-piloto foi feito em seis hospitais no Brasil – nenhum no DF-, no segundo semestre de 2017. A partir dos resultados positivos, expandiu-se para mais 10 unidades, dentre elas o HRC e o IHB.

Ao final de 2020, fim do triênio, a meta é chegar a 100 serviços de emergência com o Lean, mais de 450 profissionais treinados e 180 protocolos clínicos nos serviços de emergência implementados.

Hospital Regional de Ceilândia tem primeiros diagnósticos do projeto de melhoria nas emergências Hospital Regional de Ceilândia tem primeiros diagnósticos do projeto de melhoria nas emergências Reviewed by Douglas Protázio on quinta-feira, junho 28, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia - O Portal de Notícias de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados