Falta de material básico ameaça cirurgias no Hospital Regional de Ceilândia



A falta de materiais básicos, como compressas de gazes, está ameaçando a realização de cirurgias em hospitais da rede pública do Distrito Federal. Segundo denúncia apresentada pelo Sindsaúde, Os hospitais regionais de Sobradinho e de Ceilândia são os principais afetados pela carência. 
A publicação na página do sindicato mostra fotos de telas do que seriam os sistemas usados pelas unidades hospitalares para solicitar materiais à Secretaria. Em uma das imagens, a resposta da pasta é de que o estoque do produto está zerado na farmácia central.
Outro problema apontado é a dificuldade de substituir o insumo no Hospital de Sobradinho por causa de desabastecimento geral na rede e problemas na autoclave, a máquina usada para esterilizar materiais do hospital.
Um outro print traz uma tabela com o estoque total disponível na rede: 999 pacotes de gaze. O consumo médio mensal deste material na rede pública é de 6.500 embalagens de gaze.
Pacientes e familiares usaram as redes sociais para reclamar do problema. A irmã de um homem internado há 40 dias no Hospital de Sobradinho relatou que ele aguarda uma traqueostomia, mas que o procedimento ainda não foi feito por falta de materiais.
Secretaria de Saúde do Distrito Federal negou que esteja faltando gaze nos hospitais públicos. De acordo com a pasta, a rede está abastecida com o material e uma nova compra já foi realizada. Ainda segundo a Secretaria, nenhuma cirurgia foi suspensa por falta de insumos básicos.
Fonte: Agência EBC

Falta de material básico ameaça cirurgias no Hospital Regional de Ceilândia Falta de material básico ameaça cirurgias no Hospital Regional de Ceilândia Reviewed by Douglas Protázio on domingo, agosto 19, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - diariodeceilandia@gmail.com