Mulher é presa por desacato após filmar ação policial na UPA de Ceilândia


Uma militante do MTST acusa a PM de abuso de autoridade, após procurar atendimento na UPA de Ceilândia. De acordo com informações de integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Aline Pereira dos Santos passou mal na noite de ontem, (21/09) e foi buscar atendimento na unidade de saúde. Enquanto aguardava sua consulta, presenciou uma situação de discussão entre um paciente que não estava conseguindo atendimento, vigilantes e policiais. Ao perceber a ação, Aline começou a filmar até que foi chamada para o consultório médico para ser examinada. 


Enquanto a médica fazia o atendimento, policiais militares entraram no consultório dando voz de prisão a Aline e, apesar dos protestos da própria médica, levaram a paciente para a viatura e a conduziram para a 24ª Delegacia de Polícia (Setor O). 
Na delegacia, a mulher foi indiciada por injúria racial, desacato e desobediência, segundo nota do MTST, em evidente criminalização por tentar registrar em vídeo violência presenciada contra outro paciente na Unidade de Pronto Atendimento da Ceilândia.

Nota da PMDF
Em nota, a comunicação da PMDF informa que, no começo da madrugada deste sábado (22), um homem tentou entrar na UPA de Ceilândia com fortes sinais de embriaguez. Sem ter feito a triagem, nem ter preenchido o formulário necessário para atendimento foi impedido de entrar pelo segurança e pelo policial militar que estava de serviço no local. Após o impedimento, o homem muito agressivo, passou a destruir o balcão de atendimento, atirou o balcão no chão e passou a proferir xingamentos ao policial. O homem foi algemado com a ajuda de alguns populares que estavam na unidade. 

De acordo ainda com a nota, uma senhora testemunhou toda a ação filmando o fato com seu aparelho celular, em razão disso, o policial condutor da ocorrência solicitou que a senhora se dirigisse juntamente para a delegacia com seu aparelho como testemunha do fato. Negando, a senhora passou questionar a autoridade e a xingar o policial. Após a condução dos envolvidos, mesmo na delegacia, a senhora continuou com palavras de baixo calão e foi autuada em flagrante por desacato, desobediência e injúria racial e o homem por dano ao patrimônio.

Procurado pela equipe do Diário de Ceilândia, o coordenador do MTST, Eduardo Borges, afirma que Aline está no Departamento de Polícia Especializada aguardando audiência de custódia.

*Por Douglas Protázio
Mulher é presa por desacato após filmar ação policial na UPA de Ceilândia Mulher é presa por desacato após filmar ação policial na UPA de Ceilândia Reviewed by Douglas Protázio on sábado, setembro 22, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia - O Portal de Notícias de Ceilândia © Copyright 2018 - Todos os direitos reservados