Câmara aprova instituto para administrar UPA de Ceilândia


Câmara aprova instituto para administrar UPA de Ceilândia

Em meio a vaias, palavras de ordem e bate-boca, a Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou em primeiro turno, nesta quinta-feira (24), o projeto de lei que expande o Instituto Hospital de Base (IHBDF) a mais áreas da saúde pública.

Agora, o modelo adotado pelo IHBDF desde janeiro de 2018 será implementado em todas as seis Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e no Hospital de Santa Maria (HRSM). O hospital de Taguatinga (HRT) e o Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) foram retirados do texto.

A proposta recebeu o sinal verde de 14 deputados distritais. Com 22 parlamentares presentes, era preciso apenas uma maioria simples para dar aval ao projeto – ou seja, 12 votos.

Para garantir as chances de aprovação, o governo precisou fazer mudanças no projeto apresentado aos distritais. Antes, a intenção do governo era ampliar o modelo do Instituto Hospital de Base para o hospital de Santa Maria e UPAs. Depois, o governo anunciou que a medida valeria para todos os hospitais, UPAs e Samu.

Uma terceira versão do projeto ampliou o instituto para UPAS e o hospital de Santa Maria, Materno-Infantil (Hmib) e de Taguatinga (HRT). Na hora H, apenas os dois primeiros itens foram aprovados em plenário – restaurando a primeira versão do texto. (com informações do G1-DF)



Câmara aprova instituto para administrar UPA de Ceilândia Câmara aprova instituto para administrar UPA de Ceilândia Reviewed by Diário de Ceilândia on quinta-feira, janeiro 24, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia - O Jornal Comunitário de Ceilândia © Copyright 2019 - Todos os direitos reservados