Governo decreta estado de emergência na Saúde do Distrito Federal


O caos na saúde do DF fez o governador Ibaneis Rocha decidir decretar estado de emergência na área. O decreto será assinado nesta segunda-feira (7/1), durante lançamento do programa SOS DF Saúde e vai permitir ao GDF contratar serviços e comprar insumos sem licitação, chamar concursados e ampliar a carga horária dos servidores. A estratégia também foi utilizada pelos ex-governadores Agnelo Queiroz (PT) e Rodrigo Rollemberg (PSB).

Um dos obstáculos mais comuns nas unidades de saúde é falta de manutenção, responsável por deixar prédios em situação decadente e equipamentos importantes escanteados, como monitores cardíacos, ecógrafos e camas elétricas. Alguns locais se encontram em tal estado de ausência de cuidados que desafiam as regras vigentes, além de colocar em xeque a saúde dos pacientes.

Hospital Regional de Ceilândia


A falta de médicos no Hospital Regional de Ceilândia (HRC) — problema comum a praticamente todas as unidades de saúde do Distrito Federal — prejudica os usuários e dificulta a recuperação dos pacientes.

A falta de anestesistas limita, e não raro impede, a realização de cirurgias ortopédicas. Sem leitos para onde possam ser alojados, corredores se transformam em enfermarias para abrigar pessoas em recuperação.

Outro drama é a falta de pediatras, que compromete o atendimento aos pequenos em épocas de grande demanda, como a seca brasiliense, quando aumentam os casos de doenças respiratórias.


Com informações do Metrópoles

Governo decreta estado de emergência na Saúde do Distrito Federal Governo decreta estado de emergência na Saúde do Distrito Federal Reviewed by Douglas Protázio on segunda-feira, janeiro 07, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário

Slider

[recent]

Anuncios!

Diário de Ceilândia - O Portal de Notícias de Ceilândia © Copyright 2019 - Todos os direitos reservados