Depilação em casa: é realmente seguro?

Depilação em casa: é realmente seguro?

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Os benefícios da utilização da cera são muitos. Ela deixa a pele mais lisa, ajuda a retirar células mortas, elimina os pelos pela raiz, além de fazê-los crescerem mais finos. Mas, para quem pretende fazer uso desse recurso em casa, é preciso tomar muito cuidado, principalmente com a versão quente. “Se utilizada de maneira incorreta, o produto pode queimar, machucar a pele e até mesmo causar alergias”, explica a fundadora e CEO da rede Pello Menos, Regina Jordão. “Além disso, a busca por uma depilação sem imprevistos ou complicações pode ser feita se forem tomadas as medidas preventivas de preparação da pele. Nesse caso, a melhor maneira é contar com profissionais capacitados”, comenta.

Sobre os equipamentos portáteis de laser ou luz pulsada, disponíveis no mercado e que prometem o fim dos pelos, Regina é enfática. “Diferentemente do que acreditam algumas pessoas, ou do que anunciam alguns aparelhos do mercado, não existe depilação feita de forma definitiva. Alguns métodos fazem com que os pelos demorem mais ou menos a crescer, como é o caso do laser e da cera respectivamente”, explica. Sobre o uso caseiro, a profissional explica que não é aconselhável. “O método em si já tem uma série de contraindicações e possui vários ajustes com relação aos diversos tipos de peles e, desta forma, é desaconselhável utilizar em casa. Para se ter uma ideia, as profissionais que atuam em institutos de depilação precisam ser dermatologistas, fisioterapeutas ou biomédicas”, completa.

Já em relação aos cremes depilatórios, a dica da CEO é se atentar ao tipo e finalidade do produto. “O ideal é que eles não tenham álcool em sua composição ou químicas para não causar algum tipo de irritação durante a depilação. Cremes para esfoliação são os mais recomendados para o pré-depilatório, pois auxiliam de forma mais fácil a remoção dos pelos, ajudando a doer menos. Para o pós, cremes com extratos de camomila e refrescantes auxiliam no fechamento dos poros, evitando, assim, as irritações”, acrescenta.

LEIA TAMBÉM -   Castrar ou não o animal de estimação?

 SOBRE A REDE PELLO MENOS

O Instituto Pello Menos começou em junho de 1996 num salão em Copacabana para oferecer um serviço diferenciado de depilação, minimizando as dores e o desconforto de salões de beleza pouco intimistas. Atualmente a rede conta com mais de 40 unidades nos estados do Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo. Mais informações: www.pellomenos.com.br

Deixe uma resposta

Posts Relacionados

%d blogueiros gostam disto: