Consulado dos EUA no Rio e Voz das Comunidades lançam aplicativo para combater a desinformação sobre a Covid-19

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Identificando a necessidade por parte de moradores de comunidades cariocas de fontes confiáveis de informação em meio à pandemia da Covid-19, o Consulado Geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro e o veículo de comunicação comunitária Voz das Comunidades, do Complexo do Alemão, lançam hoje um aplicativo inteiramente voltado para veiculação de notícias sobre o novo coronavírus. A iniciativa, de autoria do Voz das Comunidades – projeto fundado em 2005 para ser um canal de jornalismo produzido dentro da própria comunidade –, é financiada pelo Consulado dos EUA no Rio em mais um esforço para combater a desinformação como uma forma de minimizar os impactos da pandemia nas comunidades em maior vulnerabilidade social.

“Como membros da comunidade carioca, estamos comprometidos em ajudar o Rio e o Brasil no combate à Covid-19. Entendemos que apoiar vozes respeitadas das próprias comunidades em seus esforços para compartilhar informação e impedir a circulação de mitos sobre a Covid-19 é uma forma eficiente de responder a um dos mais urgentes desafios dessa pandemia: a disseminação do vírus entre as populações mais vulneráveis”, afirma o cônsul geral dos EUA no Rio, Scott Hamilton.

aplicativo já está no ar com três grandes seções. A Live entrega informações rápidas, em tempo real, incluindo notificações de alerta para, por exemplo, notícias urgentes ou conteúdos falsos que estejam circulando nas redes sociais. A segunda área, chamada Fatos, objetiva diretamente o combate a desinformação, apresentando notícias recentes verificadas pelo time de editores com o selo de “verdade” ou “falso” e a possibilidade de compartilhamento pelo usuário. Por último, o Jornal disponibiliza no aplicativo todo o conteúdo do jornal já existente, incluindo notícias sobre prevenção, pesquisas, redes de apoio, artigos de especialistas e guias informativos.

LEIA TAMBÉM -   Aprovada criação do cadastro nacional de condenados por estupro

“Com o avanço do coronavírus nas favelas, percebemos que ainda há muita desinformação e notícias falsas circulando nas redes sociais. O app Voz das Comunidades chega num momento de extrema importância para os moradores de favela que não sabem o que fazer neste momento de pandemia”, conta René Silva, fundador do Voz das Comunidades.  

Disponível nas versões Android e iPhone, o aplicativo pode ser encontrado com o nome “Voz das Comunidades”. A expectativa para o primeiro mês é que ele seja acessado por até 30 mil pessoas, moradoras de, pelo menos, 20 favelas do Rio de Janeiro.

Para mais informações sobre esta Nota à Imprensa entrar em contato com a Assessoria de Imprensa do Consulado dos EUA no Rio pelo e-mail imprensario@state.gov ou pelo telefone (21) 97251-3856.

O Diário de Ceilândia é afiliado Voz das Comunidades.

*Com informações da Embaixadas dos EUA

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: