Conheça os 10 cursos com maior procura e remuneração

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Conheça os 10 cursos com maior procura e remuneração
A
hora de decidir a carreira a seguir
é difícil para muitos estudantes. Muitos fatores são levados em consideração no
momento crucial da escolha: a procura pelo curso, a situação do mercado de trabalho, a média salarial
da futura profissão e o principal:
afinidade com o curso.

O Censo do Ensino Superior 2017
– INEP indicou os 10 cursos com maior número de estudantes matriculados neste
período. Lideram o ranking:
Direito (763.786), Pedagogia (580.246), Administração (567.737),
Ciências Contábeis (306.263),
Engenharia Civil (302.519), Educação Física (277.552), Enfermagem (256.866),
Psicologia (220.053), Arquitetura e Urbanismo (149.546)
e Fisioterapia (146.900).

De acordo também com o Cadastro
Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do
Trabalho,
no período entre janeiro
a maio deste ano, foram registradas algumas áreas com número recorde de
contratações para oportunidades de carteira assinada.

No ranking estão Enfermagem (23.533), Administração (15.321) Ciências Contábeis (12.208), Educação Física (12.005) Direito (5.3790) e Fisioterapia (4.994). Ou seja, além de haver muita
procura do curso, há também grande número de contratações.

A estudante Renata Vitória cursa Fisioterapia,
que está bem posicionado nas duas listas. “Comecei estudando Nutrição, mas não me identifiquei com a
área. Passei então para a Fisioterapia, mesmo sabendo da saturação do mercado
de trabalho e poucas oportunidades, arrisquei e hoje é no que eu penso
trabalhar futuramente e, assim, seguir a minha profissão”, conta. 

Mais de 700 mil oportunidades de bolsas de estudo

Tem interesse em cursar uma das graduações acima? Por que não estudar
com
bolsas de estudo de até 70% de desconto nas mensalidades?  O Educa
Mais Brasil
, maior programa de inclusão educacional do país, está com mais
de 700 mil oportunidades, incluindo faculdades onde estudantes que não
conseguem arcar com uma mensalidade integral podem se tornar universitários.
Para conseguir o benefício, é preciso fazer sua inscrição pelo site do programa
parceiro
http://www.educamaisbrasil.com.br/diariodeceilandia.
Vanessa Casaes – Ascom Educa Mais Brasil

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: