De pai para filho: amor e empreendedorismo

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Pai é aquele que torna a
existência possível; aquele que cria, orienta e acompanha o desenvolvimento.
Hoje, 12 de agosto, é comemorado o Dia dos Pais. Qualquer semelhança não é mera
coincidência quando se trata das relações entre pais e filhos e dos esforços
dedicados à geração de um empreendimento. Da concepção das ideias até os
primeiros anos de crescimento, é necessário cuidar, investir e, acima de tudo, dedicar-se
muito amor.

No Brasil, cerca de 90% das
empresas são formadas por membros de uma mesma família, conforme o Instituto
Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Entre elas está o Salão de
Beleza Obrigado, empresa do ramo de estética, saúde e bem-estar onde Pedro
Augusto Lima, de 38 anos, aprendeu com os pais a dar os primeiros passos como empreendedor,
aos 19 anos. “Comecei a trabalhar com meu pai como Office Boy. Ele me inseriu em outras atividades aos poucos e,
quando percebi, já estava administrando o salão”, pontua.

O negócio funciona há
aproximadamente 40 anos e, para se consolidar ao longo do tempo, a visão de
futuro foi do patriarca da família foi fundamental. Para atender os clientes
com mais comodidade, Agnaldo Santana Lima, de 72 anos, transformou em
estacionamento um depósito que existia ao lado do empreendimento em 1994. Com o
passar do tempo, Pedro tornou-se mais do que administrador
e passou a estudar novas possibilidades de produtos e serviços. “Fico muito
feliz ao ver que o Pedro é um rapaz corajoso, que corre atrás do que quer. É
uma vitória poder passar valores para o filho e perceber que ele absorveu.
Quase sempre vejo que os filhos têm os pais como heróis e eu me sinto
orgulhoso”, afirma Agnaldo.

A partir das inovações que
desejava trazer para os negócios do pai, nasceu a ideia de uma nova empresa: a Barbearia Cabelo & Barba, que abriu
as portas em 2011, em um espaço de 70m² anexo ao Salão de Beleza Obrigado.
Entre as ações de relacionamento, o Chopp
era um diferencial oferecido aos clientes que davam preferência à barbearia na
hora de cortar o cabelo. Todos os serviços capilares e faciais são ofertados,
com atendimento para públicos diversificados.

Amor, perdão e gratidão

Os aprendizados passados de pai
para filho não se resumem apenas aos negócios. Agnaldo ensinou a Pedro três
pilares importantes: o amor, perdão e a gratidão. “Independentemente do que me
façam, eu tenho a certeza que preciso amar essa pessoa; perdoá-la, caso ela
tenha me feito algo errado; e ter gratidão porque certamente aquela atitude vai
me ensinar algo”, ressalta.

Casado há 18 anos, Pedro é também
pai das meninas Júlia, de 17 anos, e Rafaela, de 7 anos. Para ele, aprender a
ser resiliente pode ser definida como uma das grandes virtudes que vale para o
mundo dos negócios e para a vida. “Aprendi muito com o meu pai sobre resiliência.
Dar tempo ao tempo e acreditar que o crescimento acontece de forma gradativa é
importante, sobretudo para quem quer empreender. Nem sempre haverá cenários
favoráveis, tanto para a prosperidade do negócio quanto para a vida”.
Tunísia
Cores – Ascom educa Mais Brasil

*Esse artigo é um publieditorial

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: