Detentos reforçam time do SOS DF em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
Detentos reforçam time do SOS DF em Ceilândia

Para auxiliar nos serviços gerais e dar uma cara nova às regiões administrativas, cerca de 45 presidiários, que cumprem regime semiaberto, estão nas ruas de Ceilândia Norte, Jardim Botânico e Samambaia desentupindo bueiros, limpando paradas de ônibus e praças e recolhendo entulhos.


A ação faz parte do convênio
do Governo do Distrito Federal com a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso
(Funap) e o projeto Mãos Dadas. O objetivo é a reinserção social dos
presidiários da Papuda e, junto a isso, trazer benefícios à capital.
“Com o intuito de ampliar o
SOS DF, o governador Ibaneis Rocha solicitou à Funap a utilização da mão de
obra dos presidiários. E nós atendemos prontamente o seu pedido”, disse a
presidente da fundação, Deuzelita Pereira Martins.

O projeto conta com o apoio da
Sesipe (Subsecretaria do Sistema Penitenciário), responsável pela escolta dos
reclusos; da Novacap, que fornece o equipamento de trabalho; e do Corpo de
Bombeiros, que realiza o transporte.

De acordo com o gerente de
Administração Penitenciária, Willian Pereira Monteiro, o programa representa
uma economia significativa para os cofres do GDF. Isso porque o interno não é
recompensado financeiramente por este trabalho. “Ele ganha o benefício da
redução de sua condenação. A cada três dias trabalhados o detento tem um dia a
menos de prisão”, explica.


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});


“Para mim é bom, pois eu estou diminuindo a minha pena e ajudando a
cidade. Não vai ter mais enchente quando chover. Não estou ajudando só a mim,
estou ajudando a sociedade. A gente trabalha, se distrai e ainda tenho remissão
da pena”, afirma um dos detentos que integra o SOS DF.

Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: