É a hora: Como se dar bem em uma entrevista de emprego?

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Antes
de uma entrevista, as pessoas sonham, se planejam e preparam o físico e o
emocional. Mas, na maioria das vezes, isso não é suficiente. A insegurança,
angústia e o frio na barriga acabam tornando tudo ainda mais difícil. Para
dificultar ainda mais, são poucas opções de vagas e vários concorrentes. Por
esse motivo, para muitos, a hora da temida entrevista é a pior parte do
processo na busca por um emprego.  

Uma
boa postura, um sorriso sincero e um aperto de mão podem fazer toda diferença
nesse momento. Controlar as emoções também pode ser essencial para passar uma
boa impressão antes da primeira palavra. De acordo com Henrique Ramos, diretor
da área de Carreiras da Talento.RH, até uma boa noite de sono e uma alimentação
leve fazem a diferença. “Treinar o ouvido para entender bem a pergunta que está
sendo feita e responder adequadamente pode ser um diferencial. Mesmo que o
candidato não conquiste aquela posição, deixará uma marca positiva para futuros
processos seletivos”, assegurou.

Segundo
Henrique os dados coletados em uma entrevista são checados e, se surgir alguma
inconsistência, o candidato poderá ser descartado. “Hoje, está cada vez mais
comum as avaliações sobre a integridade do profissional, como exemplo PIR –
Avaliação da Integridade Aplicável para candidatos e funcionários que tem como
objetivo identificar o nível de resiliência que o profissional possui quando
exposto a dilemas éticos profissionais no exercício de suas atividades”,
detalha.

Como
dica principal para quem está no processo de entrevistas Henrique cita que é
necessário que o entrevistado tenha em mente que também pode escolher o seu
futuro contratante. “É necessário evitar também a robotização do discurso, mas
ter em mente todo seu histórico com datas, motivos de entrada e saída e eventos
comportamentais que podem ser apresentados como exemplo para cada desafio que
atravessou nas empresas por onde passou”, conclui.

Participar
de um processo seletivo não é fácil. Mas existem algumas dicas importantes que
podem ajudar o candidato a não se enrolar e ganhar pontos positivos com seu
futuro chefe. Confira:

1.   
Seja pontual
A
pontualidade é um requisito que muitos recrutadores prestam atenção. O ideal é
chegar um pouco antes da entrevista – mas não precisa exagerar.

2.   
Vista-se corretamente
Cada
profissão tem um código de vestimenta e suas roupas na hora da entrevista
precisa estar de acordo. Bermudas, shorts e saias curtas são proibidas.

3.   
Comportamento ideal
O
tom de voz, as palavras, as gírias. Tudo será detalhadamente analisado pelo
recrutador. E ele precisa saber que você é um profissional sério, mesmo que a
empresa tenha um ambiente descontraído.

4.   
Seja coerente
Cair
em contradição ou ser devagar na resposta para uma pergunta direta pode
diminuir a sua performance em uma entrevista. Pense nas respostas e seja
objetivo.

5.   
Mostre conhecimento sobre a empresa
Antes
de ir à entrevista, é essencial saber o máximo sobre a empresa: quem a dirige?
Qual é a sua história? Além de ir para a entrevista com informações, você
poderá fazer perguntas interessantes e criar empatia com o entrevistador.

6.   
Você quer essa vaga?
Não
só demonstre interesse pela empresa. É preciso ter realmente a vontade de
trabalhar lá. Não adianta ir para entrevista só porque está precisando de um
emprego e depois não dar o máximo de si.

Hoje
o mercado oferece opções para pessoas com os mais variados níveis de escolaridade,
mas a concorrência é grande, sendo assim, é necessário sempre investir na
educação. Nesse novo passo, você pode contar com a ajuda do
Educa
Mais Brasil
. O programa
oferece bolsas de estudo de até 70% para várias modalidade de ensino. Com
apoio, você pode se matricular uma pós-graduação,
cursos
profissionalizante
ou iniciar a
graduação dos seus sonhos. Acesse o site do Educa Mais
Brasil
e confira
todas as oportunidades disponíveis na sua região. A inscrição é gratuita.

Fonte:
Bárbara Maria – Ascom Educa Mais Brasil

*Esse artigo é um publieditorial

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: