Em um ano, 7.892 celulares roubados foram bloqueados em Brasília

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram


Desde a implantação do programa Fora da Rede, em
outubro do ano passado, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), em parceria
com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), bloqueou 7.892 celulares.

programa permite que pessoas que
tiveram celulares roubados ou furtados possam bloquear o aparelho
 em
delegacias policiais ou por meio da Delegacia Eletrônica. Dessa forma, outros
chips não poderão ser habilitados nos telefones.

A medida desestimula a prática criminosa, segundo explica o chefe da
Divisão de Comunicação da PCDF, delegado Lúcio Valente. “O programa é uma rede
eficiente de proteção e combate à criminalidade nos casos de roubos de
celulares”.

Esses produtos, acrescentou o
delegado, “têm alto valor de mercado e são fáceis de serem comercializados ou
trocados por drogas ou armas”.

Para que o bloqueio seja possível, é necessário que a vítima faça o
registro da ocorrência de roubo ou furto na delegacia mais próxima.

Ela pode ainda acessar a Delegacia Eletrônica, informar o número da linha,
nome e CPF do titular (caso não seja a própria vítima) e código de
identificação do celular — o Imei (International
Mobilie Equipament Identity
, em inglês).

O número do Imei não é obrigatório no caso de registro presencial em uma
das delegacias de polícia. Mas facilita a validação das informações e o efetivo
bloqueio. Celulares com mais de um chip têm mais de um código identificador.

Levantamento feito pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social,
em 2017, mostrou que em 74% dos roubos cometidos contra pedestres, o alvo dos
bandidos era o telefone celular.

Os cidadãos também podem contribuir com o combate a esse crime denunciando
o comércio ilegal de aparelhos por meio do site da PCDF, pelo disque denúncia,
no telefone 197, opção 0.

Outra opção é mandar um e-mail para: [email protected] ou ainda
pelo WhatsApp (61) 98626-1197.

*Agência Brasília

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: