Espetáculo em Ceilândia expõe violências cotidianas

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram



Estreou ontem (31) em Ceilândia o espetáculo de dança “Pequeno Tratado de Violências Cotidianas”. A peça propõe uma reflexão sobre as violências sofridas diariamente e que, de tão comuns, tornam-se invisíveis. 


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});


Com direção de Diego Pizarro, o roteiro retrata situações comuns de filas de bancos, reuniões de trabalho, conteúdo da mídia, políticas públicas e até as rotinas em escolas, lares e relacionamentos. “De forma subjetiva, por se tratar de uma dança, tratamos violências de gênero como agressões a mulheres, falta de cidadania e Bullying”, explica o diretor da obra.
Os movimentos apresentados no espetáculos colaboram com um processo de desconstrução do conceito “Dança”, segundo o diretor. Os dançarinos, portanto, convidam o público a experimentar de uma nova forma a arte da dança.
Processo de criação


A dramaturgia do “Pequeno Tratado de Violências Cotidianas” foi criada em 2015, ano de grandes mudanças no cenário político do Brasil. Foi no final daquele ano, por exemplo, que o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff teve abertura na Câmara. 



A partir, então, da indignação dos integrantes do “Coletivo CEDA-SI” com a situação política e econômica do Brasil, o tema violências cotidianas surgiu. “No processo de criação, os dançarinos, que também são pesquisadores, utilizaram sua raiva em relação à situação do país e propuseram cenas e músicas que se relacionassem ao tema”, conta Diego Pizarro.


A trilha sonora da apresentação é assinada por Adriano Rosa, que produziu a partir das canções sugeridas o tom ideal para cada cena de dança. Apesar de ter sido criado em 2015 e ter sido exibido algumas vezes , o espetáculo ganhou uma releitura para esta nova edição. Cenas foram acrescentadas e houve aprofundamento nas questões relativas às violências que seriam retratadas no palco. O figurino também será inteiramente novo.


O projeto de dança faz parte de uma pesquisa multissensorial sobre o tema “Violências Cotidianas”. Os avanços da mesma serão publicadas, a partir deste mês de agosto, em um Blog, por meio de textos, vídeos e fotografias.


Após a temporada de circulação do espetáculo haverá também, aplicação de oficinas de composição coreográfica abertas à comunidade. O resultado das oficinas culminará no lançamento de uma videodança, em 2019.


Pequeno Tratado de Violências Cotidianas


Hoje (01) e amanhã (02/08)
Teatro Sesc Newton Rossi
Gratuito
14 anos
Info: (61) 985619771


Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: