Homem é condenado a 20 anos de reclusão por matar namorado envenenado em Ceilândia

Homem é condenado a 20 anos de reclusão por matar namorado envenenado em Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

A Promotoria de Justiça do Tribunal do Júri de Ceilândia conseguiu, nesta quarta-feira, 15 de maio, a condenação de Hércules da Rocha Ferreira pelo homicídio triplamente qualificado de Francisco Simão de Araújo. A pena foi fixada em 20 anos e 4 meses de reclusão, em regime inicial fechado.

Os jurados acolheram as qualificadoras defendidas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios: uso de veneno, o que causou a morte de Francisco; traição, pois Hércules se aproveitou da relação de afetividade e do acesso que possuía à casa e à alimentação para matar a vítima; e motivo torpe, haja vista que o crime foi cometido em razão de desentendimento do casal.

Entenda o caso

O advogado Francisco Simão de Araújo, 67 anos, foi encontrado morto com sinais de asfixia dentro da própria casa, na QNN 23 de Ceilândia, no dia 18/10/2017. Agentes da 19ª DP foram acionados por moradores da quadra, que sentiram um forte cheiro vindo do imóvel. Ao checarem a ocorrência, os policiais acharam o corpo, já em estado de decomposição, em cima da cama.

De acordo com o relato de vizinhos aos investigadores, o advogado chegou em casa por volta das 20h30 com o namorado e, pouco depois, escutaram os dois brigando. Em seguida, a discussão acabou. O rapaz, de 20 anos, era o principal suspeito do crime.

Hércules, após discussão com Francisco, colocou veneno na comida deste. A vítima, sem suspeitar da traição, ingeriu o alimento contaminado e faleceu.

No dia seguinte, Hércules voltou ao local do crime e, por meio do computador de Francisco, valendo-se do conhecimento que tinha da senha deste, realizou, de forma fraudulenta, transferência no valor de R$ 42.152,90.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: