Idosa morre após esperar mais de duas horas por atendimento na UPA de Ceilândia

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Uma mulher de 86 anos morreu após aguardar atendimento, por mais de duas horas, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceilândia. Maria do Socorro Jesus deu entrada nesse domingo (17/3), às 9h03, mas, apesar do grave estado de saúde, só conseguiu atendimento por volta das 11h20. As informações são do jornal Metrópoles. 

Em nota, a pasta confirmou o óbito e informou que a paciente estava com diarreia e evacuando sangue. Ela, então, recebeu classificação laranja, quando o atendimento deve ser feito com grande urgência, pois existe risco do quadro evoluir para morte. Acima dela, apenas a vermelha, de emergência.

Ainda de acordo com a Secretaria de Saúde, a mulher teria recebido suporte médico “semelhante ao de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”. “Lá foram realizados todos os procedimentos, mas a paciente veio a óbito às 22h23”, afirmou a pasta.

A causa da morte da paciente não foi informada, bem como os motivos de o atendimento não ter sido feito imediatamente.
“Acima da capacidade”

Ainda na nota enviada à imprensa, a secretaria afirma que a UPA “tem atendido muito acima da capacidade”. De todas as unidades, a de Ceilândia “é a que foi encontrada pela atual gestão em pior situação”.
Fonte: Metrópoles 

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: