Ministério Público recomenda ao governador eleito que não faça nomeações proibidas por lei

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram
A Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) expediu, na última quinta-feira, 13 de dezembro, recomendação ao governador eleitor do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. No documento, os promotores de Justiça solicitam que sejam observadas as limitações impostas pela Lei Federal nº 13.303/16 quanto às nomeações para os cargos de direção em empresas estatais.
A lei, no seu artigo 17, proíbe a indicação de dirigente de partido político ou membro do Legislativo, ainda que licenciado do cargo, para direção ou conselho de administração de empresa pública e sociedade de economia mista. É vedado também a nomeação de qualquer pessoa que tenha atuado, nos últimos 36 meses, como participante de estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado a organização, estruturação e realização de campanha eleitoral.
A recomendação ocorre após a indicação do deputado distrital Wellington Luiz para o cargo de diretor-presidente da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). O distrital, que não foi reeleito, é filiado ao MDB e esteve vinculado à campanha eleitoral nos últimos meses. (MPDFT) 
LEIA TAMBÉM -   Polícia Militar aumenta fiscalização de motocicletas em Ceilândia

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: