Morador de Ceilândia é condenado a 73 anos de prisão por pedofilia e estupro de vulnerável

Servidor da Novacap é condenado a 73 anos de prisão por pedofilia e estupro de vulnerável

Compartilhe essa matéria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal condenou um servidor da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) a um total de 73 anos e 11 meses de prisão. Ele é acusado de pedofilia e estupro contra crianças e adolescentes. Cabe recurso da decisão, mas o homem não vai poder recorrer em liberdade, informou o G1-DF.

A pena é resultado de duas condenações. A primeira, de 48 anos e 7 meses de reclusão, é referente a crimes de estupro de vulnerável. Segundo o processo, o servidor cometeu abusos sexuais contra três sobrinhas durante vários anos.

O caso foi revelado em agosto do ano passado. À época, o servidor, de 50 anos, morava com a mãe em Ceilândia. Pelo menos sete vítimas dele foram identificadas. Matéria completa do G1-DF aqui.

Deixe uma resposta

Veja Também:

Últimas Postagens

Siga-nos nos Facebook

%d blogueiros gostam disto: